Pablo diz estar no melhor momento de sua carreira

Contratado pelo São Paulo por 6 milhões de euros (R$ 26,6 milhões), o atacante Pablo foi apresentado na tarde desta quinta como mais novo reforço do Tricolor até dezembro de 2022. Destaque do Athletico-PR na última temporada, o jogador estava na mira de outros clubes do futebol nacional, mas optou por jogar no Morumbi por uma questão de afeto e admiração.

Neto de são-paulino, Pablo escutou o conselho de seu avô para aceitar a proposta do Tricolor do Morumbi. O atacante tinha uma proposta alta do Flamengo, mas o projeto do São Paulo, apresentado por Raí, diretor-executivo de futebol, e Alexandre Pássaro, gerente-executivo de futebol, o seduziu.

– É um clube vencedor. Dispensa comentários. Tive uma conversa com o Alexandre Pássaro aqui no Morumbi. A gente conversou e eu senti que ele queria que eu viesse para cá. Ali começou a fazer sentido as coisas para mim. Estou muito contente em vestir a camisa do São Paulo. Por ser uma equipe com ambição de conquistar títulos, espero sim ser campeão do clube – confidenciou Pablo.

O fato em questão aconteceu no dia 20 de outubro do ano passado, quando o São Paulo recebeu o Furacão no Morumbi pela 30ª rodada do Brasileirão. Neste dia, Pablo foi sorteado para realizar o exame antidoping e foi um dos últimos jogadores a deixarem o estádio. O atacante comentou sobre o ocorrido naquela noite.

– Tinha esquecido a carteira. E não ia entrar no avião sem os documentos. Ali você entra no vestiário e vê foto do Raí, dos ídolos. Eu estava com o Wellington e eu disse que ia jogar aqui um dia. Aí o Raí me ligou, me mandou uma mensagem. Uma alegria muito grande jogar aqui. Esse dia chegou (risos) – explicou.

Para aceitar a proposta do São Paulo, Pablo também escutou seu avô. Neto de tricolor, o novo atacante do time do técnico André Jardine escolheu se transferir para a capital paulista como uma forma de homenagem à sua família.

– É uma história bem legal do meu avô. Meu pai fala que tudo que tenho de jogador vem do meu avô. Meu avô não mexe no telefone, não tem. Ele pediu para minha avó ligar. Primeira coisa que ele pediu foi para a minha avó tirar a camisa branca do São Paulo, que já estava ficando meio amarela, para lavar e só usar ela – emendou o reforço.

Disputa com Diego Souza 
Estou muito feliz de jogar no mesmo time do Diego. Estou muito feliz e espero que a gente possa jogar junto. Posso jogar em outras funções também, não só de centroavante. Isso é muito bom para o clube, muito bom para o São Paulo. Tenho certeza que faremos um bom ano juntos.

Passagem pelo Athletico e objetivo com a camisa do São Paulo 
Fui muito feliz com os companheiros do Athletico que me ajudaram. Qualquer jogador sonha em ser campeão da Libertadores. Espero fazer um grande campeonato, junto com meus companheiros. O São Paulo é um clube sólido, com grandes jogadores. Espero ser campeão da Libertadores pelo São Paulo.

Amizade com Tiago Volpi (ambos jogaram juntos no Figueirense, em 2013)
Nós crescemos, amadurecemos. A gente tem uma família por trás, tem tudo. Isso faz você crescer e almejar coisas maiores. É um cara com quem me dou muito bem. Espero fazer história no São Paulo que esse é o nosso sonho.

Evolução na carreira
Já fiz algumas grandes temporadas. No Figueirense subimos o time para a Série A. Fiz uma grande temporada no Japão, depois voltei a fazer um bom trabalho no Atlhletico. Trabalho e almejo que isso sempre esteja em evolução até o fim da minha carreira.

 

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.