Osorio revela ansiedade e promete bilhetinhos para estreia no São Paulo

Juan Carlos Osorio não vê a hora de chegar o momento de sua estreia pelo São Paulo e acabar com as “cócegas” que vem tendo no estômago. Nesta sexta-feira, em entrevista acompanhada pelo presidente Carlos Miguel Aidar e outros dirigentes do clube, o treinador colombiano falou da ansiedade para encarar o Grêmio, neste sábado, às 22h, no Morumbi.

– Ontem, falei com meu filho, ele tem 12 anos, perguntou o mesmo (sobre ansiedade). E eu disse que tenho cócegas no estômago. O dia que não tiver, vou embora. Amanhã (sábado), quero viver para o que me preparei por muitos anos. Sempre há uma expectativa. Para mim, começou na quarta-feira. Ser um treinador de um clube como o São Paulo, e amanhã vou sentir, para isso se trabalha na vida – afirmou Osorio.

A estreia de Osorio também marcará a era dos bilhetinhos no São Paulo. É a forma como o colombiano se comunica com os jogadores durante as partidas. Ele prometeu que o ritual será mantido e explicou o porquê. Detalhe: vai escrever os recados, que são passados por ele pessoalmente, em espanhol e não em português.

– Quando mando mensagem, é para ser mais assertivo na comunicação e seguramente vou fazer. Espero escrever logo em português, porém, amanhã (sábado), não (risos) – disse Osorio, esbanjando educação na coletiva.

O treinador aproveitou para explicar outro de seus métodos. Nos treinos, ele sempre está com duas canetas, grudadas uma em cada meia. Uma de cor vermelha e outra azul, com objetivos diferentes nas anotações que faz sobre a atividade.

– Vermelho não escrevo as coisas más, são as mais importantes. E azul, o resto – contou.

Como já tinha sido em sua entrevista de apresentação, o colombiano procurou falar pausadamente por conta do idioma. A cada resposta, perguntava ao repórter se tinha conseguido se fazer entender. A cada chamado, respondia com “senhor”. O comportamento encantou os dirigentes presentes. Acompanharam a entrevista o presidente Carlos Miguel Aidar, o vice-presidente de comunicação e marketing, Douglas Schwartzmann, o diretor de futebol, Rubens Moreno, o presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, o gerente executivo da base, Júnior Chavare, e o diretor de base, José Alexandre Médicis.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.