Opinião de São-paulino: São Paulo 1 x 1 Fluminense

Amigo são-paulino, leitor do Tricolor na Web, aqui o espaço é seu. Use-o para comentar, cornetar, criticar, elogiar, enfim,diga o que achou do empate entre São Paulo e Fluminense neste domingo, no Morumbi.

11 comentários em “Opinião de São-paulino: São Paulo 1 x 1 Fluminense

  1. Talvez eu seja contestado de forma veemente, mas na minha opinião, o Rogério Ceni também foi responsável pelo gol horrendo que tomamos.

    Goleiro deve ficar no gol, ele não tinha que sair para linha de fundo, e esperar uma bola recuada. O Gol ficou aberto, na minha opinião foi tão ridículo qto a falha do Zagueiro ”Craque” Rafael Toloi.

    O Fluminense se contentou com o empate, se insistem mais um pouco, virariam o jogo.

    Não li todos os comentários, mas acho que ninguém notou a falta de noção do nosso goleiro.

    • Natural ele se posicionar para receber o passe. Não há uma só partida do S.Paulo sem uma bola recuada para o Rogério. .É jogada muito comum desse time. Estranho foi o Tolói não ter passado a bola para ele.

  2. Realmente o Ney Franco se atrapalha todo nas substituições ,e deixa bastante a desejar neste quesito , deveria ter colocado Maicon ou Cicero quando Osvaldo saiu , pra reforçar o meio campo , mais o trabalho dele no geral é bom e conseguiu dar um padrão tático e nos colocar na briga por Libertadores em 2013 , Libertadores que nem sonhavamos que brigariamos por classificação , por toda bagunça que o time estava no meio do ano , pelo péssimo trabalho do Leão.

    mais poderem reparar todos os treinadores erram , Abel Braga , errou quando tirou Wellington Nem e colocou Diguinho ,e perdeu uma grande chance de vencer o SPFC no Morumbi….

    Mais no geral foi um resultado justo e um jogo equilibrado , com Fluminense pouquinho superior após o empate.

    • Desculpe discordar dessa vez, mas vejo muita gente falando do “padrão de jogo” do time, mas eu não consigo ver uma melhora tão significativa assim.
      Para mim, o time só melhorou no aproveitamento de pontos depois que Wellington voltou e passou a jogar como titular nas últimas 7 rodadas. Antes disso, o time era irregular e perdeu muitos pontos fáceis, principalmente em casa, como ocorria com os técnicos anteriores.
      O aproveitamento do São Paulo de Ney Franco sem Wellington era de 49%. Leão no ano passado teve um aproveitamento de 58% (pegou também um time dilacerado pelo Adilson Batista). Carpegiani teve um aproveitamento muito superior ainda, só não tenho os números aqui em mãos, mas foi próximo a 60%. Ney Franco só superou Adilson Batista.
      Falar que a culpa era do Leão, ou da “gestão anterior” parece ser a tônica encomendada do momento (aliás isso faz parte das historinhas das aulas de administração), mas a grande realidade é que o time que jogou ontem, era o mesmo que eu vi jogando nos últimos dois anos. O time jogou mal no primeiro tempo e mesmo assim o técnico voltou com o mesmo time no segundo. Não fez por merecer destino diferente. Só fez 1 a 0 por conta do acaso.
      Não é possível que um time como o São Paulo fique contando com a sorte. Ela ajuda é verdade, mas para quem trabalha direito.
      O que eu acho é que existe um corrente na imprensa querendo enaltecer um super trabalho do Ney Franco que, para mim, não existe.
      O que eu concordo é que o trabalho do Ney Franco é um pouco superior ao que vínhamos tendo, mas a grande verdade é que ele deu sorte de ter a volta de Rogério Ceni e Wellington e poder contar com um pouco mais com Luís Fabiano, coisa que seu antecessor não teve.
      Veja como as coisas são observadas de forma diferente: Fosse o Leão que tirasse o Jadson aos 44 do segundo ontem para ele levar um sonora vaia do estádio lotado e a imprensa hoje estaria o chamando de mau caráter para cima. Mas como foi o Ney Franco, ninguém falou nada. O detalhe é que o Jadson vinha mal o jogo todo e deveria mesmo sair, mas jamais aos 44 do segundo tempo.
      Com isso, não quero dizer que eu gostava do Leão, muito pelo contrário, errou várias vezes e continua errando até hoje, mas vejo um tratamento ‘sujo’ da imprensa com relação a alguns técnicos. Veja o caso de Felipão no Palmeiras: foi ‘baleado’ por boa parte da imprensa o tempo todo no comando do time, só porque algumas pessoas não gostavam do assessor de imprensa dele.
      De toda forma, nem Leão e nem o Ney “Fraco” são os meus técnicos preferidos.

  3. Não vou culpar uma falha individual de um zagueiro como a responsável pelo resultado de hoje. Até porque ele vem sendo o melhorzinho dessa zaga. Sem ele, a coisa poderia estar muito pior.
    Para mim, o grande culpado da derrota foi o técnico que ficou inerte a beira do gramado quase que o jogo todo esperando uma graça divina, pois ele não fez nada para mudar um time que, para mim, jogou hoje de forma medíocre.
    Aliás, isso tem sido a tônica quando o adversário tem um pouco mais de qualidade. Contamos com a sorte para fazer um a zero, e com o azar para o empate deles.
    Mas o que não dá para entender, é porque ele mantém jogadores que não estão fazendo nada em campo?
    Jadson foi a tônica do São Paulo. Não sabia o que fazia em campo. Errou tudo. Passes, cobranças de faltas e escanteios. No segundo tempo ele se superou: dois escanteios seguidos cobrados errados. Um veio rasteiro e o outro na cabeça do primeiro zagueiro do Fluminense na primeira trave. COMO ELE PODE SER O COBRADOR OU LEVANTADOR OFICIAL DE BOLAS DO TIME???
    Ai, quando ele tira Jadson, no fim do jogo, coloca um atacante, para mim, só por teimosia, pois a substituição deveria ter sido muito antes e opção era Cicero. Mas como agora dar razão ao Rogério Ceni? Além do mais, para mim, tirar um atleta que vai mal aos 44 do segundo tempo é sacanagem. Só para ele levar vaia. Coloca toda a culpa do resultado nas costas dele e, consequentemente, tira o foco de cima do técnico.
    E o Lucas, visivelmente extenuado pela maratona de jogos? E ele, obviamente esperto, parou de jogar depois de tomar duas pancadas de Edinho no primeiro tempo. Quem falou que ele não pode ser substituído? Por que neste caso o Ney Franco não mostra toda a sua ‘OTORIDADE’ e tira o atleta que está cansado? Será que ele é medroso e só faz o que a diretoria manda?
    Já, do outro lado, Abel Braga não tem meio termo. Tira Rafael Sobis, um dos maiores salários do time. Tira o xodó da torcida deles, o Wellington Nem.
    Ainda bem que temos um pouco de gordura graças aos resultados praticamente negativos de nossos adversários diretos hoje, mas vejo uma derrota iminente no próximo jogo em Porto Alegre, contra o Grêmio. Sem Wellington e sem Luís Fabiano a coisa será complicada.
    Até porque desde que Wellington voltou a ser titular absoluto, na 28ª rodada, o aproveitamento de pontos do time passou a ser de 76% nessas 7 rodadas, pois até então, o time tinha um aproveitamento de apenas 49% (inferior ao desempenho de Leão no ano passado) nas mãos de Ney Franco, desde que ele havia assumido na 9ª rodada.

  4. O resultado poderia ter sido melhor, mas foi justo. Jogo muito parecido para os dois lados.

    A rodada foi boa para o time. O Inter acabou de tomar uma surra do Náutico, o Vasco apanhou feio do Sport e o Botafogo acabou apenas entrando no bolo. Faltando apenas quatro jogos, a “gordura” de oito pontos mais a vantagem no número de vitórias deixam a vaga praticamente garantida. O plano de chegar em segundo lugar é muito pretensioso, parece apenas uma meta para manter os jogadores empenhados.

    Se tivermos em mente que algumas previram aqui risco de rebaixamento por conta de um elenco que seria muito fraco, o time está terminando muito bem o ano: vaga na Libertadores e possibilidade de título na Sul-americana.
    Palmeirenses e Santistas fezeram piada considerando o S.Paulo o clube paulista fracassado do ano, mas os porcos vão enfrentar o rebaixamento pela segunda vez e o Santos está fora da Libertadores.

    • Deveria ter tocado para o Rogério, que estava esperando o passe e estava há uns cinco metros do adversário mais próximo. Mas, tal como em outros episódios semelhantes, envolvendo o Cortez e o Maicon, ele não teve a confiança, tentou resolver sozinho e errou.

  5. O TOLOI FEZ BESTEIRA ASSIM COMO O ZAGUEIRO DO FLUMINENSE. O TOLOI FOI BURRO E IRRESPONSÁVEL, PORQUE ELE NÃO CHUTOU A BOLA PARA A LATERAL OU ATÉ PARA ESCANTEIO? NO PASSADO JÁ TOMAMOS ALGUNS GOLS ASSIM POR CAUSA DO ANDRÉ DIAS E MIRANDA, MAS HOJE FOI DEMAIS. O TÉCNICO TEM QUE ORIENTAR ESSES ZAGUEIROS E PARA DIZER A ELES QUE PODEM E DEVEM CHUTAR A BOLA PARA FORA E NÃO ESPERAR QUE A BOLA VÁ PARA FORA. É UMA PENA DEIXAMOS DE GANHAR MAS TUDO BEM, VAMOS TOCAR PARA A FRENTE POIS PIORAR NÃO VAI, SÓ PODE MELHORAR DAQUI PARA AA FRENTE, COM O GANSO ESTREIANDO E NUNCA MAIS JOGANDO ESSE JADSON QUE É MUITO RUIM E JÁ PROVOU QUE NÃO PODE JOGAR NO SÃO PAULO.

    • Os americanos até dizem “don’t feed the trolls”, mas eu não resisto.
      Caro “Troll”, partindo da mesma semântica que você utilizou para criticar os torcedores do São Paulo FC por opinarem sobre o ridículo novo patrocínio de material esportivo do clube, que na verdade só foi obitido porque o dono da marca Penalty, a empresa Cambuci, é São Paulino fanático, ou seja, ficamos com o favor do que restou no mercado porque o clube está isolado em termos de patrocínios esportivos (sim, Adidas e Nike são extremamente ligadas a Jérôme Valcke e Rico Terra, respectivamente, portanto o São Paulo jamais terá uma dessa duas marcas enquanto esses dois senhores ainda mandarem no futebol), acredito que você teria que se abster de assuntos ligados ao futebol, pois esses assuntos só DIZEM RESPEITO A COMISSÃO TÉCNICA DO CLUBE.
      Usando o mesmo princípio, vire diretor de futebol para opinar a respeito. Enquanto isso, limite-se a torcer.
      Ou então, reflita um pouco mais sobre o quanto ridículo foi seu comentário naquele dia, pois todos que aqui opinam o fazem por torcer e amar clube. Por sinal, é o tamanho de sua torcida que reflete o tamanho da receita do clube, principalmente TV e camisas, ou você ainda acha que isso está ligado ao números de sócios da parte social?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*