Olheiro do São Paulo busca craques no ‘berço’ de Casemiro em São José

Márcio Saraiva, observador técnico das categorias de base do São Paulo, está em busca de futuros craques para o tricolor. Nesta quarta-feira, 25, ele esteve no berço que revelouCasemiro para o futebol, o Moreira’s Sport, em São José dos Campos (SP).

A parceria entre São Paulo e o professor Nilton de Jesus Moreira, 53 anos, é antiga. Em média, cinco jogadores por ano deixam a cidade do Vale do Paraíba para jogar nas categorias de base do São Paulo. Entre os atletas já revelados pela parceria estão Casemiro, Sérgio Mota e Victor Gomes (meia que joga com David Beckham no Los Angeles Galaxy).

A visita do olheiro são-paulino acontece todos os anos. O integrante responsável faz uma lista com os principais jogadores joseenses, um relatório com suas características e entrega tudo para o diretor técnico das categorias de base do clube.

– Levanto o máximo de informações possíveis sobre o jogador. Desde o biotipo dos pais até a técnica do atleta. Os jogadores são chamados de acordo com as necessidades de elenco.

Na escola de Moreira há cerca de 380 atletas divididos em sete categorias, desde sub-7 até sub-20. Por lei, só há uma diferença de tratamento com relação à idade dos jogadores, devido à legislação.

– Quando o jogador tem menos de 14 anos, não podemos colocá-lo em alojamento, nem contratá-lo. Então, acompanhamos a evolução à distância. Se ele chegar aos 14 anos em um bom nível, o levamos para o Centro de Treinamento – explicou Moreira.

Clube investiu na revelação de jogadores

O São Paulo adotou uma postura agressiva para a revelação de jogadores. Contra o Figueirense, por exemplo, no último fim de semana, jogaram Ademilson, João Schmidt e Rafinha. Casemiro foi reserva. Além deles, estão nas Olimpíadas de Londres o meia Lucas e o zagueiro Bruno Uvini.

Para incentivar a base, o time ainda contratou a dupla Renê Simões (diretor técnico das categorias de base) e Ney Franco (que era técnico da seleção brasileira olímpica). Eles chegam com a missão de dar espaço para novos talentos.

– O São Paulo já tem um trabalho de base forte há muito tempo e a contratação do Ney Franco e do Renê Simões vêm para buscar excelência neste projeto – contou Saraiva.

A visita ao Moreira’s Sport termina nesta sexta-feira, 27, com um amistoso entre São Paulo sub-16 e os jogadores sub-16 da escola de futebol.

São Paulo deu troféu para Moreira pelas revelações

Na pequena sala onde Moreira administra a escola de futebol, destaca-se um grande troféu redondo com o símbolo do time do Morumbi. A taça foi um presente são-paulino pelos jogadores revelados.

– É uma sensação ótima. Você vê o jogador chegar, corrige os erros, ele evolui e quando consegue se destacar, é uma alegria enorme. Fico mais feliz ainda por ver a gratidão que o jogador sente. Os atletas voltam sempre que podem aqui, doam material, pedem conselhos. A gente aprende a agir como um pai, vê quando o atleta está estranho, quando está feliz – comenta o “paizão” Moreira.

Na escolinha de São José surgiram atletas como Everton Santos (atacante do Goiás), Cesinha (zagueiro do Vasco), Diogo Sodré (atua no Qatar) e Leandro Ratinho (lateral-direito do Paraná). Moreira guarda as carteirinhas de todos os atletas como recordação.

– Na minha casa tenho camisetas, chuteiras e outras lembranças que os jogadores me dão como recordação. Mas aqui na escolinha, sempre guardo essas carteirinhas. Quando dá, peço para os profissionais fazerem uma visita e conversarem com os meus alunos.

Goleiro criou escola ao se aposentar

Moreira jogou como goleiro durante 20 anos, de 1976 a 1996. Nascido em São José dos Campos, foi pelo clube da cidade que teve passagens marcantes. Na carreira, também defendeu o Fluminense por dois anos.

A ideia de criar a escolinha veio logo depois de se aposentar. Em 1997, criou a Moreira’s Sport em um terreno na zona norte de São José dos Campos.

A área, no entanto, era pequena. Cinco anos depois, o professor conseguiu alugar um terreno grande, na zona sul. A escola possui três campos de futebol, alojamento, vestiário e academia de musculação.

A parceria entre São Paulo e Moreira trouxe apenas um empecilho para o professor…

– Meu time de coração ainda é o Corinthians, mas quando vejo um atleta meu se destacando em um time, torço para que ele se destaque e a equipe tenha um bom desempenho. É um jeito de o atleta ter visibilidade.

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Olheiro do São Paulo busca craques no ‘berço’ de Casemiro em São José

  1. olá boa noite eu venho aki lhe pedir uma opurtunidade pra min e pra um amigo meu sou zagueiro eu tenho 14 anos ele também tem 14 obrigado agradeço por qualquer oportunidade moro em pernambuco arcoverde

  2. Ola, velho aqui lhe pedir uma oportunidade para meu irmão, ela já está com 18 anos e não tem condições de está procurando um teste para fazer, joga muito mais mora em uma cidade muito pequena,Joanésia MG.ele se chama Fabiano Medeiros.Se puderem ajudar dando lhe essa chance, ficarei muito grata… Ele é são paulino doente.Obrigada, Cátia.

    • Catia, peça ao seu irmão para ligar no CT de Cotia (o do São Paulo é 3749-8000) e verificar possibilidade de teste, mas creio que ele já não tem mais idade para isso. Nosso site não pode fazer nada mais do que dar esta orientação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*