Nova audiência de processo contra Tricolor na Web já tem data marcada

A nova audiência, ainda de conciliação, do processo que o São Paulo FC, através de Jose Geraldo de Oliveira (o Geraldo), gerente do CFA de Cotia, e Antonio Carlos da Silva (o Silva) está movendo contra o editor do Tricolor na Web, Paulo Pontes, já tem data marcada. Será dia 04 de setembro, no Juizado Especial Criminal do Forum Criminal de Cotia.

Paulo Pontes está sendo processado por conta da coluna “Alguém me disse” de maio de 2012, que denunciou fatos estranhos que estavam acontecendo no CFA Laudo Natel.

Uma primeira audiência já foi realizada em novembro passado,  mas Paulo Pontes deixou claro que não haverá retratação e que não recua um milímetro de tudo o que foi publicado.

Relembre o caso

Na acusação que foi feita por José Geraldo de Oliveira e Antonio Carlos da Silva, eles alegam que Paulo Pontes cometeu crimes de calúnia e difamação ao afirmar que o clima no CT de Cotia era muito ruim e que Renê Simões não ficaria até o final do ano, pois, profissional sério, não compactua com o que ali é feito e teria problemas com Geraldo. Como todos sabem, Renê Simões saiu do São Paulo exatamente por bater Geraldo e não aceitar as coisas como elas são.

Diversos órgãos de imprensa (Uol, Globo Esporte, Folha de São Paulo, Terra, blogs) trouxeram o assunto à tona e cobraram explicações da diretoria.

O conselheiro Tércio Molica apresentou um requerimento na reunião do Conselho Deliberativo do São Paulo FC pedindo que fossem abertas as investigações, haja visto que “essas denúncis, em especial sobre o funcionário do CT de Cotia, já são nossas conhecidas, pelo menos da grande maioria dos conselheiros, porém, delas só se falava, ninguém ainda havia escrito. Agora estão escritas e para nossa vergonha publicadas. Elas têm nomes e endereço. Não podem mais serem ignoradas.”

Este requerimento foi indeferido pelo presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo, José Carlos Ferreira Alves, que é desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo. Alves alegou que havia uma ação judicial movida contra o editor do Tricolor na Web e que então o lógico seria esperar o assunto correr na esfera judicial para saber o resultado.

Estranho, não acham? Se os conselheiros sabiam o que se passava lá antes mesmo do Tricolor na Web ter publicado, por que nada foi feito? Pior, a partir da publicação e do requerimento do conselheiro Molica, por que nada continuou sendo feito? E tudo o que estamos falando está baseada na documentação apresentada pelos acusadores, na peça processual.

Depois das denúncias do Tricolor na Web, o portal Terra trouxe uma matéria que mostra a contratação de 14 garotos para a base. Um deles, Evangelista, tratado como o novo Lucas, jogou no próprio São Paulo até a categoria Sub-15, saiu, foi para Desportivo Brasil, e agora voltou à base são-paulina por empréstimo até 2014, com preço do passe fixado. Ou seja, demos de graça e pagamos para voltar. Foi isso mesmo o que entendemos da matéria?

CONTRATO ESTRANHO

Quanto à participação de Antonio Carlos Silva, que seria um empresário trabalhando em Cotia, os processantes juntaram um contrato que seria o que legalizaria sua atuação no CT como olheiro do Tricolor.

O problema é que o contrato foi feito com a empresa Silva Nishimori Promoção e Eventos Esportivos S/C Ltda. com sede em Cotia, na rua Iraque, 66, Jardim da Glóbira, representada pela sócia Sonia Emiko Nishimori Silva, comerciante. Em nenhum momento aparece o nome de Antonio Carlos Silva, ou o CNPJ da empresa, mas sim o CPF da “sócia”. Ora, se um contrato é feito com uma empresa, o que vale é o CNPJ e não o CPF. Certo?

O objetivo do contrato é a consultoria e assessoria esportiva pela contratada para os jovens atletas de futebol no CFA de Cotia. Mas uma comerciante pode prestar esse tipo de consultoria? Aliás, o que é consultoria esportiva? É ajudar a escolher a chuteira? É apresentar todos os tipos de esportes com bola ou não?

Para essa assessoria, o São Paulo FC paga R$ 20 mil mensais. Mas através de que tipo de nota é feito o pagamento, pois o contrato foi feito com CPF, e não CNPJ?

O contrato está assinado sem o reconhecimento de firmas dos responsáveis pelo São Paulo. E assinaram o contrato o presidente Juvenal Juvêncio, o diretor Financeiro, Osvaldo Vieira de Abreu, o diretor Jurídico Kalil Rocha Abdalla, o vice-presidente Ricardo Haddad e o diretor de Futebol da Base, Marcos Tadeu Novaes dos Santos. A única assinatura que está reconhecida é de Sôjnia Emiko Nishimura Silva. E não há testemunhas no referido contrato. Pode isso?

Nós continuaremos informando o andamento deste processo contra  nosso editor, Paulo Pontes. E, claro, se novidades surgirem, não deixaremos de trazê-las a público. Afinal, a nós, o que mais interessa é o São Paulo FC, que está acima, e muito acima, de quem o dirige.

19 comentários em “Nova audiência de processo contra Tricolor na Web já tem data marcada

  1. Bom dia Sr. Paulo Pontes,

    este site ja está em todos os favoritos aos quais acesso a internet, porém nunca postei nada pois só leio correndo, mas hoje fiz questão de deixar aqui o meu apoio e agradecer, pois graças a pessoas como o Sr, o nosso SPFC pode voltar a ser aquele pelo qual nos apaixonamos e aprendemos a amar!!!!! Não desista e conte com os verdadeiros torcedores do São Paulo FC.

  2. Obrigado Paulo, pelo seu jornalismo de credibilidade, continue assim investigue e denuncie os desmandos dessa e de futuras administrações que queiram fazer dessa paixão de mais de 18 milhões de torcedores seus parquinhos de diversões. A nação Sãopaulina agradece pelo ZELO com que profissionais serios como voce e sua equipe tratam da nossa paixão chamada de SãoPaulo F.C.

  3. Paulo, também compartilho da admiração dos demais pelo seu trabalho. Não se preocupe, do jeito que anda o São Paulo no quesito competência, essa você já ganhou fácil fácil.
    Grande abraço!

  4. Paulo , Bom dia

    Sempre leio o seu site, com as noticias atualizadas de outros sites e com certeza leio as colunas que são postadas por ti, como “Alguém me disse”, “Nota dos Jogadores” e com certeza você, como outros torcedores que gostam de seus respectivos clubes querem ver o bem e a transparência nas informações.
    O São Paulo é um time grande e precisa de pessoas que apoiem em todas as situações e não repressões que são incoerentes.
    Todos temos direto de expressar e com certeza você não iria colocar um noticia se a mesma não tivesse fundamento ou mesmo por colocar, pela integridade pessoal e de suas postagens.

    Deus é contigo ….

    Pela Nação Tricolor, vencerá essa…

    Forte abraço

  5. Siga em frente Paulo, quem não deve não teme.
    E nós sabemos desses desmandos pelos meios de
    comunicações, eles (dirigentes) tb sabem só não
    querem aceitar.

  6. Boa tarde, o reflexo hoje da desordem, desmando no campo é fruto de alicerces levantados lá atrás por esses que estão no poder. Paulo foi brilhante e espero que vença na esfera judicial contra esse pessoal que afunda a instituição cada dia mais.

    Por isso, vemos aos montes esses jogadores de prédio subindo pro profissional, salvo o Lucas que o talento foi decisvo e frustou os interesses, afinal rendeu bons frutos aos envolvidos.

    MAC se assumir terá muito trabalho contra essa cúpula.

  7. Kotia e mais que Kotia.

    Tem mutretagem grossa ali,

    O que era para formar atletas de talento,

    formam atletas descompromissados.

    Parece que ganhar significa perder.

    Tanto faz, e so enterder um pouco observando

    o comportamento desses atletas formados por la.

    Deveriam tornar aquele hotel construido num SPA,

    ou recreativo, ou qualquer coisa do genero,

    pois como esta e um elefante branco.

    PP, va em frente, voce tem brilho, hombridade, carater,

    acredito em homens desse padra. Hoje, nao hexistem mais,

    ou sao poucos, rarearam.

  8. Paulo, vocês são os últimos remanescentes da época de ouro da Jovem Pan (Claro, com Carsugui e Quartarolo).
    Jornalismo com credibilidade, de verdade.

    Parabéns pelo ótimo serviço investigativo prestado a nação são paulina e ao clube, local hoje dotado de “moscas”.

  9. Boa sorte, Paulo!!

    Pessoas que trabalham mais pelo bem de um projeto do que por benefícios próprios é algo cada vez mais raro.

    Por isso o país anda assim politicamente… e isso também se aplicou ao futebol.

    Abração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.