Notas dos jogadores

Jean: uma grande defesa, mas teve momentos de indecisão. O gol….5

Bruno Peres: responsável direto pelo gol. Conseguiu perder de cabeça para um cara de 1,5 metro. 2

Arboleda: bem. 6

Bruno Alves: boa partida. 6

Reinaldo: um pouco melhor que nos últimos jogos. 6

Jucilei: perfeito nos desarmes, mas continua passando mal. 6

Hudson: uma das piores partidas que fez pelo São Paulo. 2

Nenê: talvez esteja explicado o motivo de ter frequentado o banco. 2

Helinho: precisa ser mais ativo no jogo. Parece que joga por uma bola. 5

Trellez: horrível. 2

Everton: o melhor da frente. 6

Antony: entrou mas não fez nada de diferente de Helinho. 5

Shaylon: o pouco tempo que jogou foi melhor que Nenê. Mas não podemos nos iludir com ele. 6

Liziero: jogou pouco tempo. Sem Nota

André Jardine: pelo menos fez o time não ser covarde, o que já é uma grande coisa. 6

 

Paulo Pontes

6 comentários em “Notas dos jogadores

  1. Caro Waldir, não tenho feito comentários nesta página, porque talvez enxergue futebol há 70 anos um pouco diferente da maioria e vc me conhece muito bem! O maior (dentre os Maiote) defeito do time do SPFC é aquela inutilidade no meio do campo chamado Jucilei. Se alguns dos senhores conseguir citar uma única qualidade desse jogador eu me daria por satisfeito. O Paulo Pontes, todo jogo escreve: “marcou bem, continua passando mal”. Eu digo mais: É lento, passa mal, geralmente de lado e para trás, não cabeceia (tem medo), em 2 anos de clube, nunca chutou uma bola no gol adversário, nunca cabeceou uma bola ao gol adversário (nos escanteios a nosso favor se coloca no meio do campo, isso co 1,90 M de altura), nunca tirou uma bola de cabeça de nossa area em escanteios contra, quando toca a bola curta, não sai no vazio pra receber, não faz assistências. As melhores partidas do time este ano foram quando o mesmo esteve fora. Por favor, prestem atenção nos próximos jogos a estes detalhes e me critiquem se eu estiver errado. Me desculpem se estou sendo muito polêmico!

  2. O time de ontem, a meu ver, não foi o “time do Jardine”. Ontem o treinador preferiu apostar no time do Aguirre, achando que apenas mudança de discurso poderia resolver um jogo importante. Dá para entender!
    O time do Jardine não pode ter o Hudson, há muito nosso pior volante, como titular. Ele pode até ser bom de papo, mas não joga nada: nunca jogou; e, por isso, foi trocado pelo Neilton com o Cruzeiro que, diga-se de passagem, não fez questão alguma de que por lá continuasse. Quem entende um pouco de futebol vê que o grande problema do tricolor é seu meio campo e que, em seu meio campo, o maior problema é o Hudson (ele deve se vender muito bem internamente); com ele como titular vai ser sempre assim!
    Reclamamos que o ataque não marca e, ontem, o comentarista da tv criticava o Trellez por não estar fazendo nada; muitos criticam o Helinho, pois queriam um salvador da pátria, mas não percebem que o ataque não funciona porque as bolas não chegam nos pés ou nas cabeças de quem frequenta suas posições para finalizações. E por que não chegam? Porque o time joga com muitos volantes e um deles, o Hudson, não tem importância nenhuma na armação do time, já que chega muito pouco ao ataque; não tem bom passe e é muito estabanado nas tentativas de roubadas de bola.
    Espero que o Jardine seja mais ousado no próximo jogo ou vamos ter resultado parecido contra o Cruzeiro, o que confirmará o time na pré-libertadores. Temos que jogar com dois meias armadores e um só volante!
    Como ele vai fazer, não sei; espero que ele saiba. Mudanças vão resolver? Também não sei; mas sei que é melhor tentar, caso queira um resultado diferente. Disso vai depender sua carreira profissional no S.Paulo…

  3. Notas adequadas… eu também vi o jogo como você. Quanto ao Jean, embora não seja o ideal, ele passa MUITO mais confiança que o tal de Sidão…indicado pelo Mito porque sabia jogar bem com os pés – uma grande falácia. Os meninos que atuaram ontem – Helinho e Antony – podem até melhorar, mas não me parece que poderão vir a serem protagonistas, Já no sub20, o Jardine, na maioria dos jogos, já revezava os dois, sem uma definição de titularidade, o que se parece uma atitude significativa. O Arboleda foi muito bem, mas precisa melhorar muito a saída de bola. Ontem deu muitos sustos com passes curtos e errados. Quanto ao Nenê… bem, o que esperar de um jogador de futebol aos 38 anos de idade? Nada mais do que ele vem produzindo. O problema maior do Nenê é fora de campo… mas isso deve ficar por conta da diretoria.

  4. Trelez, pelo menos luta, e claro que nao e jogador nivel A, sabemos disso.
    Nene, tambem supera com luta, incomoda os adversarios nao se acomodando.
    Helinho & Antoni, jovens com potencial sabem dar sequencia as jogadas, precisam de oportunidades com jogos resolvidos.
    Jean, segunda linha.
    DS apatico deu deu nao deu nao deu.
    Jardine fez o normal sem inventar e ignorar a base.

    Problemas a serem corrigidos pelo petezao baba ovo do che da vara,
    isso vai ser traumatico ou mesmo repugnante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*