Nos passos de Henry e Chulapa, Kardec usará a número 14

Já integrado ao elenco tricolor, o atacante Alan Kardec usará a camisa 14 em seu novo clube. E o número escolhido pelo reforço traz boas lembranças ao torcedor são-paulino. Aloísio Chulapa, que defendeu o São Paulo de 2005 a 2008 usou a camisa do novo centroavante da equipe.

A dupla, aliás, jogou junto em 2009 no Vasco. “Ele é uma pessoa maravilhosa, simples e que conquistou muitas coisas na sua carreira. Sem dúvida é um bom exemplo, porque atuei com o Aloísio e fico feliz por essa coincidência do número. Tomara que eu consiga repetir o sucesso dele aqui, porque estamos falando de um jogador que teve uma grande trajetória no clube”, afirma Alan Kardec.

No Tricolor, Aloísio disputou 124 jogos, foi campeão do Mundial de Clubes da Fifa, em 2005, e Tri Brasileiro com o técnico Muricy nas edições de 2006, 2007 e 2008. Nesse período, balançou as redes 23 vezes e sofreu nove faltas que resultaram em gols de Rogério Ceni. Atleta que mais ajudou o M1TO a marcar, o ex-atacante esteve presente em 67 vitórias e 31 empates, além de 26 derrotas.

“Não só pelo número 14, mas quero lutar como ele para conseguir estes mesmos objetivos. Espero que isso possa acontecer e, assim, tentar repetir o que ele fez aqui”, acrescenta Kardec, que escolheu a camisa inspirado no francês Thierry Henry. “Quando era mais jovem, em 2003 e 2004, acompanhava sempre o futebol europeu e assistia aos jogos do Arsenal-ING. Aquele time era muito bom e o Henry era a grande estrela”, revela o centroavante.

“Eles foram campeões invictos e, hoje em dia, isso é quase impossível. O Henry fazia a diferença naquela equipe e passei a gostar dele. Até pela semelhança física, estatura, precisão na finalização e velocidade, eu sempre procurei me espelhar nele. Peguei esse carinho por ele e, então, pensei em usar a camisa 14”, finaliza.

E além da inspiração dos dois atacantes, Alan Kardec tem outro bom motivo para acreditar que a camisa 14 lhe trará sorte: em 2004, nas disputas do Campeonato Paulista e Libertadores da América, o uruguaio Lugano usou o número escolhido pelo atacante. A história e títulos mostram a importância do zagueiro para o clube.

Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*