Artilheiro tricolor, Luis Fabiano dispara também no número de impedimentos

Luis Fabiano vive grande fase em 2014. Principal jogador do São Paulo na temporada, o centroavante fez 13 gols em 21 partidas, o último deles salvando o Tricolor da derrota para o arquirrival Corinthians. Mas ainda há um quesito em que o Fabuloso precisa melhorar: o posicionamento. O jogador lidera com folga o número de impedimentos entre todos os participantes do Campeonato Brasileiro.

Entre acertos e erros dos árbitros, o atacante esteve 13 vezes em posição irregular. O segundo colocado é Alecsandro, do Flamengo, com nove. Os outros que mais ficaram na “banheira” estão distantes. Zé Love, do Coritiba, está em terceiro, com sete, dois acima de Marcelo, do Atlético-PR, e Marquinhos, do Vitória, com cinco.

Mas há uma explicação para o número excessivo. Luis Fabiano é a referência do São Paulo no ataque. Até a liberação de Alan Kardec, que só poderá atuar após a Copa do Mundo, ele será o único jogador do elenco com características de um centroavante. Além disso, em virtude do bom momento, carrega a esperança do time e do técnico Muricy Ramalho para decidir as partidas e colocar o clube na briga por títulos.

O clássico diante do Corinthians, aliás, mostrou como o Tricolor depende de Luis Fabiano e Ganso para vencer. As principais jogadas da equipe passam pelas tentativas de o meio-campista colocar o centroavante em condições de finalizar. E vem dando certo. Dos 13 gols anotados pelo Fabuloso no ano, quatro partiram de toques do camisa 10.

Pato também exerce papel importante no trabalho ofensivo. Ao contrário de Osvaldo, posicionado exclusivamente pela esquerda, o atacante tem liberdade para se movimentar entre o meio e o ataque. Assim, abre espaço para Luis Fabiano aparecer entre os zagueiros. Sem ele, o camisa 9 só escapou uma vez de Gil e Cléber no clássico. Na única, marcou.

São Paulo x Portuguesa, Luis Fabiano (Foto: Marcos Ribolli)Luis Fabiano, reclamando com a arbitragem: rotina nos jogos do São Paulo… (Foto: Marcos Ribolli)

Fã declarado do Fabuloso, Muricy não acredita que o número de impedimentos seja um contratempo a ser resolvido nos próximos treinos. Para ele, o jogador cumpre à risca as orientações táticas e precisa continuar buscando espaços para receber os lançamentos em liberdade na área.

– Não vejo isso como um problema. Ele dá profundidade ao time. Às vezes, tem também o mérito da defesa adversária estar bem posicionada – explicou o técnico, após o empate diante do Corinthians.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*