No São Paulo, Muricy tem retrospecto negativo em competições ‘mata-mata’

A derrota para o Bragantino, por 3 a 1, na noite da última quarta-feira, e a consequente eliminação na Copa do Brasil evidenciaram o histórico negativo do técnico Muricy Ramalho em competições eliminatórias no comando do São Paulo. Somando as três vezes que dirigiu o Tricolor Paulista são 13 desclassificações.

De 2006 a 2009, durante a sua segunda passagem pelo clube, foram dez eliminações entre Libertadores, Recopa, Copa Sul-Americana e Campeonato Paulista. A melhor colocação foi justamente na Copa Libertadores de 2006 em que chegou até a final e ficou com o vice-campeonato, perdendo para o Internacional. Antes disso, perdeu e empatou com o Boca Juniors (ARG), na Recopa, no mesmo ano.

No Paulista de 2007 perdeu nas semi-finais para o São Caetano. Foi eliminado nas oitavas de finais para o Grêmio e nas quartas de finais para o Millionários (COL) na disputa da Copa Sul-Americana. No ano seguinte, 2008, chegou até as semi do Campeonato Estadual e caiu para o Palmeiras e, ainda na primeira fase da Sul-Americana, perdeu para o Atlético Paranense.

A derrota para o Cruzeiro na Libertadores de 2009 e a eliminação do Campeonato Paulista pelo rival Corinthians culminaram na saída do técnico Muricy Ramalho do São Paulo.

 

A terceira tentativa entre técnico e clube aconteceu no ano passado. A missão do treinador era salvar o time do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, disputado em pontos corridos. Assim, o Tricolor Paulista terminou a competição na 10ª colocação. Entretanto, foi eliminado pela Ponte Preta nas semifinais da Copa Sul-Americana.

 

Já a Copa do Brasil de 2014 é a segunda desclassificação do ano em competições de ‘mata-mata’. Antes disso, ainda em disputa válida pelo Campeonato Paulista, perdeu nos pênaltis, nas quartas de final, para o Penapolense.

 

Agora, a equipe tenta se recuperar, já que o próximo compromisso é o clássico diante do Palmeiras em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo acontece no Pacaembu, às 16h, no domingo.


Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*