Ney programa palestra de ex-árbitro ao grupo

Luís Fabiano voltou a perder o controle e já está com um cartão amarelo na Libertadores antes mesmo do São Paulo se classificar à fase de grupos. Aloísio também fez falta para parar uma jogada e também foi advertido. A situação já começa a preocupar a comissão técnica, que já programa uma palestra entre os jogadores e um ex-árbitro para uma orientação.

O encontro acontece por causa da mudança do regulamento da Copa Libertadores. Até 2012, cada cartão custava aos cofres de um clube US$ 100 e a suspensão para o próximo jogo só acontecia em caso de expulsão. Agora, não há mais multa em dinheiro, mas a regra é a mesma que no Brasileirão, por exemplo. A cada três cartões, o atleta fica suspenso para o seguinte.

“A Conmebol mudou algumas coisas. Além dessa mudança do cartão, também vai ter um Tribunal para a parte disciplinar, que vai poder julgar não só cartão amarelo e vermelho, mas também atitudes de jogadores que simulam, por exemplo, ou qualquer outro problema na partida. Por isso, vamos ter que nos adaptar a tudo isso e evitar cartões que no futuro possam nos prejudicar. Não falta informação, pelo contrário, já avisamos os jogadores”, disse Ney.

“Passando a fase de classificação, essa pré-Libertadores, já tenho uma conversa com um especialista e vamos reunir o grupo com um ex-árbitro. Ele vai trazer informações do lado disciplinar para que a gente mude o comportamento e não tenha risco de perder jogadores importantes”, completou.

Até mesmo Rogério Ceni entrou no assunto e afirmou que os jogadores precisam ficar atentos à mudança. Ele ainda explica que os são-paulinos têm de estar ainda mais cautelosos por terem jogos a mais que os adversários.

“Uma pena (os cartões sofridos por Aloísio e Luís Fabiano), porque nesta Libertadores não é mais multa. Então, para a gente que precisa jogar 16 jogos para chegar até uma decisão, tem mais chance de perder um jogo do que os outros, que disputam 14, por exemplo”, lamentou o capitão.

Na sua primeira coletiva no ano, Luís Fabiano, que já tem três gols no ano, afirmou que faria de tudo para tentar ser menos vezes suspenso, além, é claro, de ter menos problemas com lesão. Na ocasião, o camisa 9 afirmou, também, que não teria como se transformar em uma pessoa “boazinha”.

“Em 2013, vai ser o ano que eu vou provar que estou preparado para grandes desafios e até de mostrar que tenho condições de melhorar. Eu, com a idade e experiência que eu tenho, mesmo já tendo disputado Copa, Eliminatória, grandes campeonatos, quando chega aqui, no São Paulo, a vontade é tão grande, o amor é tão grande, que eu acabo extrapolando. Mas esse ano é diferente. Vamos pensar de 2013 daqui para frente”, completou.

“Bonzinho jamais eu vou ser (risos). Mas eu tenho que melhorar. Tenho certeza que as coisas precisam melhorar. Não vou dizer que eu vou melhorar com certeza, que não vou ser expulso ou que não vou tomar um cartão, mas vou procurar melhorar”.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*