Ney Franco não faz treino tático e esconde escalação do São Paulo

No único treino do São Paulo na Bolívia, na noite desta terça-feira, o técnico Ney Franco optou por não realizar uma atividade tática e, assim, não quis revelar a escalação do time para encarar o Bolívar, na próxima quarta-feira, às 22h (de Brasília), em La Paz. Porém, a única dúvida do treinador é se ele escala Paulo Miranda ou Douglas na lateral direita. O primeiro tem características mais defensivas, já o outro é mais ofensivo.  Sendo assim, o Tricolor jogará com: Rogério Ceni; Douglas (Paulo Miranda), Lúcio, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Denílson e Jadson; Aloísio, Osvaldo e Luis Fabiano.

Para amenizar os efeitos da altitude de 3,6 mil metros que será encontrada na capital boliviana, o São Paulo realizou o treinamento na cidade onde está hospedado: Santa Cruz de La Sierra, cuja altitude é menor do que a de São Paulo. A delegação são-paulina só vai para La Paz na tarde da próxima quarta-feira, horas antes do jogo.
Apesar de escalar um time com três atacantes, Ney Franco espera que os seus comandados saibam também o momento de ter maior atenção na marcação. “A nossa equipe tem de saber o momento de marcar pressão e, em alguns momentos, saber jogar no contra-ataque. Eles vão ter de sair para o jogo e temos de ter a consciência de montar uma equipe compacta no meio de campo para explorar o contra-ataque. Queremos fazer uma estratégia de jogo interessante”, afirmou o técnico.

Fora de campo, os são-paulinos fazem, em sua maioria, questão de evitar o clima de euforia iniciado após a goleada por 5 a 0 no jogo de ida. O clube paulista só será eliminado na primeira fase da Libertadores se perder por quatro gols diferença ou seis – caso marque um gol na Bolívia.

“Não tem nada de ‘já ganhou’. O fato é que ganhamos o primeiro jogo e temos uma boa vantagem. Mas, agora, nós vamos começar uma partida do início, encarando como se estivesse 0 a 0 e tentando uma vitória. Um time como o São Paulo tem de jogar sempre para vencer”, comentou o goleiro Rogério Ceni.
Avançando, o Tricolor entrará no grupo 3 da Libertadores, ao lado do Atlético-MG, do argentino Arsenal Sarandí e do boliviano The Strongest.
Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*