Nem camisa 200 e gol pelo 2º jogo seguido fazem tarde de Ganso feliz

De volta ao time titular do São Paulo neste sábado, depois de ter feito gol na vitória sobre o Mogi Mirim, Paulo Henrique Ganso voltou a balançar a rede do Pacaembu neste sábado, em partida contra o São Bernardo. Sua 200ª partida pelo clube, a propósito. Tinha tudo para ser uma tarde feliz, mas não foi: após vencer a primeira etapa, o time levou a virada e foi derrotado por 3 a 1.

– O São Bernardo veio muito melhor do que a gente no segundo tempo, por isso conseguiu os gols. Baixamos muito nossa intensidade no jogo, por isso eles venceram – lamentou o jogador, que, antes de a bola rolar, havia recebido das mãos do presidente são-paulino, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, uma camisa com o número 200 nas costas.

Para melhorar a festa, aos 29 minutos, depois de Calleri ajeitar com o peito um lançamento de Lugano, Ganso acertou uma pancada de fora da área, no canto esquerdo, e inaugurou o placar.

– Abriu tem que chutar, né? A bola pegou na veia, foi no cantinho. Acho que é a primeira vez que faço gols em dois jogos seguidos. Dois seguidos assim, não lembro – disse o meia, no intervalo.

Ganso 200 jogos São Paulo x São Bernardo (Foto: Marcos Ribolli)Ganso recebe do presidente do São Paulo, Leco, camisa em homenagem aos 200 jogos (Foto: Marcos Ribolli)

Não foi a primeira vez. Em outubro de 2014, ele anotou gols em dois jogos seguidos: contra Huachipato (do Chile, pela Copa Sul-Americana) e Bahia (no Campeonato Brasileiro). Com o deste sábado, chegou ao total de 20, registrando uma média de um gol a cada 10 jogos disputados. Pouco, ele admite.

– Tenho que chegar ainda mais na frente para fazer mais gols. Tenho que fazer dois, três – falou.

No segundo tempo, no entanto, o São Paulo sofreu três gols. Aos 23,  aos 31 e aos 46 minutos. Um golpe duro para quem imaginava até o intervalo que a equipe retornaria a campo apenas para confirmar a vitória e embalar antes de voltar as atenções novamente para Libertadores.

Puro engano. Na quinta-feira, o time treinado por Edgardo Bauza enfrenta o River Plate, na Argentina, em busca da primeira vitória no torneio continental. Na estreia, assim como aconteceu neste sábado, o São Paulo foi derrotado em casa pelo The Strongest, da Bolívia.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*