Na volta ao Pacaembu, Maicon recebe faixa de capitão e aplausos

Três dias depois de ter sido vaiado por parte da torcida do São Paulo e respondido publicamente às críticas, Maicon viveu uma noite diferente neste sábado ao voltar ao Pacaembu, desta vez para enfrentar o XV de Piracicaba.

Primeiramente, o meia ganhou do goleiro Rogério Ceni a faixa de capitão. Na quarta-feira, o camisa 1 já havia dito a que o companheiro de elenco é “importantíssimo” à equipe. Em seguida, ele teve o nome muito ovacionado no anúncio da escalação.

O apoio continuou com gritos de “Maicon”, pouco antes da execução do Hino Nacional Brasileiro, e foi concluído com um canto puxado pela principal torcida organizada tricolor: “Arerê, ô, Maicon, estamos juntos com você”.

O técnico Muricy Ramalho, de quem Maicon é xodó, também falou antes do apito inicial. “É para incentivar. É jogador nosso. Precisamos ter todos os jogadores o ano todo. Ele se esforça muito, erra como todos. A gente pede apoio. Com certeza, a torcida vai ajudar”, disse.

Via site oficial, o presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, emitiu nota na sexta-feira para defender o jogador, que havia colocado sua permanência no clube à disposição da diretoria depois do que chamou de “palhaçada” de alguns torcedores no duelo contra o Capivariano.

Um comentário em “Na volta ao Pacaembu, Maicon recebe faixa de capitão e aplausos

  1. O maicon é um jogador com habilidade ,boa proteção de bola e visão. Mas extremamente lento e na função de volante ele afunda o time, sempre que joga qualquer adversário entra fácil na defesa com jogadores rápidos, e quando o adversário vem fechadinho ele não arrisca e toca a bola para trás.
    Assim e um time que nao temos um volante pegador o Maicon se torna inutil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*