Muricy não prende jogadores, mas pede carnaval “discreto” antes de clássico

O técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, não é adepto de policiar os jogadores fora de campo: desde o final do ano passado, aboliu a concentração. Às vésperas de um clássico com o Corinthians pela Libertadores, precedido por uma folga de carnaval, porém, o comandante pediu responsabilidade de seus atletas.

“Acho que tem que parar com esse negocio de tecnico ser babá, pai de jogador. Minha familia é em casa, eles têm que ser responsáveis pelo físico deles, são pagos para isso. Eles têm a liberdade, mas sabem que se sair fora vai ter problema. Eles têm que cuidar deles, para nós do futebol não existe carnaval, a gente está trabalhando. Jogador tem que ser profissional. Tem que se preparar para esse jogo. Tem que se alimentar, dormir bem, é obrigação do cara. A recomendação é essa, esse negócio de ficar aparecendo por aí não gosto. Tem que ser discreto”, avisou.

Muricy confirmou o discurso de Alan Kardec nesta quinta-feira, e avisou: o jogo de sábado, diante do Bragantino, pode sim valer uma vaga contra o Corinthians.

“É verdade, temos que discutir amanhã, não quarta-feira, aqui todos sentem isso, quando têm oportunidade podem agarrar, qualquer momento podem jogar. É uma filosofia daqui dentro, quem jogar amanhã com certeza vai dar tudo de si para deixar a gente em duvida. Duro é quando o treinador não tem duvida”.

Para a partida de sábado, alguns jogadores devem ser poupados: Denilson é o principal candidato. Uma cena rara pode acontecer também em Bragança Paulista: Rogério Ceni fora.

“O Rogério também estamos olhando com carinho, é um jogador que sempre sente um pouco, a gente está pensando em tirar o Rogério. Denilson preocupa um pouco, nao tem contusões mas sempre tem um probleminha, é o que mais se dedica, mais corre. Vem em uma temporada ótima, em grande momento, então tem que tomar cuidado também. Não se acomoda. Não pode perder um jogador desse nivel para o jogo contra o Corinthians”, finalizou.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*