Muricy esquece arbitragem e admite: “Temos de jogar muito mais”

O desânimo de Muricy Ramalho em sua entrevista coletiva após a derrota por 2 a 0 para o Corinthians, nesta quarta-feira, na arena do clube alvinegro, tem explicação. Ele esperava ver o São Paulo mantendo a posse de bola e fazendo o rival correr. Viu o inverso. Para ele, o Tricolor precisa melhorar muito se quiser se classificar às oitavas de final da Taça Libertadores. A estreia no Grupo 2 da competição não foi das melhores.

Bastante realista, Muricy descartou qualquer crítica ao árbitro Ricardo Marques Ribeiro, alvo de muitas reclamações dos são-paulinos por causa de uma suposta falta de Emerson Sheik em Bruno no lance que originou o segundo gol do Corinthians.

– A arbitragem não teve tanta responsabilidade. Não jogamos bem. Tivemos uma boa posse de bola, é o que nosso time tem. Muita técnica, mas tivemos pouca profundidade. O lance da reclamação eu vi de longe. Se não faz o segundo gol, fica 1 a 0… Produzimos muito pouco. Tem de reconhecer que temos de jogar muito mais. Só esse jogo de bom toque, boa técnica, é muito pouco – analisou o técnico do São Paulo.

O que mais preocupou o técnico foi a falta de profundidade do time, que tocou muito a bola, mas levou pouco perigo ao gol de Cássio. Questionado sobre uma postura pessimista, Muricy foi claro mais uma vez.

– Não sou pessimista, só falei o que aconteceu, não adianta vir com desculpas. Temos de melhorar muito. Jogamos algumas boas partidas, mas o teste que tivemos fora de casa foi contra o Santos, e não fomos bem. Tem de melhorar muito para conseguir a vaga – disse o são-paulino.

A chance de recuperação na Libertadores não vai demorar. Na próxima quarta-feira, o Tricolor recebe o Danúbio-URU, em casa, para tentar somar seus primeiros pontos na fase de grupos da competição internacional.

Veja tudo que o treinador são-paulino falou na entrevista coletiva

O que faltou nesse jogo?
– O único teste forte que tivemos foi contra o Santos, e não jogamos bem. Por isso mudei um pouco o time hoje. Temos de fazer o adversário sofrer um pouco mais, a jogada de profundidade é um problema sério que nós temos, Hoje colocamos dois atacantes e o Ganso para aproximar, mesmo assim não surtiu efeito.

Michel Bastos na lateral
– O Corinthians foi muito superior em todos os sentidos. Queríamos um time mais ofensivo com o Michel na lateral, precisava trazer ele um pouco para trás. Tivemos muitos problemas por esse lado contra o Santos, por isso colocamos muita gente no meio-campo para dar liberdade a ele.

Superioridade do Corinthians
– O Corinthians marcou muito bem e ocupou todos os espaços. Nós acreditamos na nossa técnica. Colocamos um time para ter posse de bola e mandar no jogo, mas não tivemos a profundidade. Tem dias em que as coisas não dão certo.

Faltou pegada?
– O sentimento no vestiário foi esse. Não é pela Libertadores, é pelo clássico, tem de pegar um pouco mais, diminuir um pouco mais o espaço. Toda segunda bola era deles. Hoje deixamos muito a desejar em todos os sentidos.

O que o time precisa?
– O São Paulo tem de jogar muito mais. Só o que jogamos hoje, não dá. Muito pouco. Não dá para não fazer o goleiro trabalhar. O Cássio não pegou nenhuma bola. É isso que preocupa. Quisemos ter uma aproximação muito boa, liberar os laterais, mas isso não surtiu efeito. Não tivemos penetração, nem jogadas de fundo de campo. Temos dois jogos decisivos em casa, muito a melhorar. Sem isso não temos condições.

Pressão na Arena Corinthians
– Sempre é bom jogar ao lado de sua torcida, mas estamos acostumados a jogar fora do Morumbi. Temos um time experiente, queríamos segurar a bola e fazer o Corinthians correr atrás de nós. Estamos acostumados a esse clima. Não é novidade a torcida do Corinthians empurrar o time. Nada é surpresa. A torcida fez o papel dela, como a nossa vai fazer no Morumbi.

Atuação de Jadson
– O Jadson está jogando bem há algum tempo, ano passado ele não jogou muitas vezes. Todas as vezes que o vi jogar, foi bem. Nos dois confrontos contra o Once Caldas ele também foi muito bem, então está num bom momento de novo.

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Muricy esquece arbitragem e admite: “Temos de jogar muito mais”

  1. Como fazer um time jogar mais que tem um volante que e pesado nao corre nao marca so toca de lado e atras e dois atacantes lentos que ainda vao busca bola fora da area kkk que piada

  2. BURRICY, VC ESTÁ LONGE DE SER UM TÉCNICO BOM. VC É UM BOM TREINADOR, MAS DE ESTRATÉGIA VC NÃO ENTENDE NADA. LEVOU UM BAILE DO TITE E DO PREVISÍVEL CU RINTIA. HOJE NO BRASIL TEMOS DOIS QUE ENTENDEM DE ESTRATÉGIA: TITE E LUXEMBURGO, PORÉM O SPFC PREFERE OS NEYS FRANCOS DA VIDA. MUITA POBREZA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*