Muricy divide com os meias a culpa pela má fase de Luis Fabiano

Luis Fabiano não consegue engrenar na temporada. Seja com Ney Franco, Paulo Autuori ou Muricy Ramalho, o centroavante está longe do desempenho que teve em anos anteriores pelo Tricolor ou na Europa. Apesar da má fase não querer desgrudar do camisa 9, o novo treinador são-paulino acredita que a responsabilidade não é apenas do jogador, mas também do setor de criação.

– É uma mescla. No jogo de domingo (contra o Goiás), a bola não chegou até ele e nem a ninguém. Se fôssemos melhores na frente, daria para ganhar. Já no jogo contra a Ponte, o Luis teve muitas oportunidades, há muito tempo não criávamos assim. Ele precisa de assistência, de gente que chegue até o ataque, que se aproxime – afirmou Muricy.

Luis Fabiano (Foto: Marcos Ribolli)Luis Fabiano, em treino do São Paulo, no CT (Foto: Marcos Ribolli)

Em um ano entre o amor e o ódio da torcida, onde quase chegou a ser negociado pela diretoria, o Fabuloso ainda é o principal artilheiro do São Paulo, com 19 gols. Aloísio, reserva em boa parte da temporada, tem 14. Jadson aparece com dez, seguido por Osvaldo e Rogério Ceni, com cinco.

O momento, porém, não está a favor do camisa 9. Luis Fabiano fez dois gols nas últimas 15 partidas – nas vitórias por 2 a 1 sobre o Fluminense e 1 a 0 diante da Ponte Preta, ambas pelo Campeonato Brasileiro, no Morumbi.

O poder ofensivo com Muricy Ramalho também não é dos melhores. Em quatro partidas, o time balançou a rede quatro vezes. A defesa, vazada apenas uma neste mesmo período, colaborou para o time vencer três partidas e sair da zona do rebaixamento do Brasileirão.

– É difícil falar individualmente. O time não faz muitos gols e precisa melhorar nesse sentido também. Como todo time, o Luis também passou por uma fase ruim. Ele sabe que é goleador e vive disso. Ele é titular e vai jogar.

 

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Muricy divide com os meias a culpa pela má fase de Luis Fabiano

  1. Pra mim ele virou preguicoso, ou ainda,
    tem medo de dar piques, em virtude de problemas musculares,
    alem e claro, dum problema cronico, que tdos sabemos.
    Enfim, vai sim, fazer um ou outro golzinho,
    mas, nem de longe, chegara onde esta Walter,
    com todos seus kilinhos a mais.

  2. Como comentei em outras oportunidades, o Luis Fabiano ainda se “defende” dentro da grande área; porem, no futebol que hoje é jogado – de muita pegada e velocidade, ele não pode ser considerado um jogador importante, já que não é veloz (não consegue acompanhar os contra-ataques) e, muito menos, clássico para reter a bola e distribui-la para companheiros que chegam de trás. O sistema de jogo do time também em nada ajuda: o time não faz jogadas dentro da grande área, vivendo de toques em profundidade para que ele tente o gol individualmente, já que meias, volantes ou laterais não se apresentam como opções, tornando muito fácil para a defesa adversária marca-lo.
    Enfim, para o LF continuar titular é preciso repensar a forma de jogar do time.
    Quem sabe no 3x5x2, pode aumentar o número de jogadores entrando na grande área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.