Após fracassos pelo São Paulo, Muricy retorna com currículo em mata-matas

Muricy Ramalho conquistou três títulos brasileiros em sua última passagem pelo São Paulo, mas não conseguiu sucesso em nenhum dos torneios de mata-mata que disputou. Em 2009, após a quarta eliminação consecutiva na Libertadores, deixou o clube.

Criticado pelos fracassos nessa fórmula de torneio, o treinador obteve sucesso no Santos. No comando do rival, Muricy venceu a Libertadores de 2011 e a Recopa Sul-Americana de 2012. Nesta quinta-feira, de volta ao Tricolor, ele se depara novamente com um jogo de mata-mata, diante da Universidad Católica (CHI), no Morumbi, às 22h, pela Sul-Americana.

Mas o técnico iniciou a carreira no São Paulo com um título de mata-mata. E em um campeonato em que o Tricolor estava longe de ser apontado como favorito: a Conmebol de 1994. Como o clube tinha diversos compromissos, a diretoria deixou Telê Santana com os principais jogadores e pediu para que Muricy formasse uma equipe de jovens.

O São Paulo passou por Grêmio, Sporting Cristal (PER) e Corinthians para chegar na decisão com o Peñarol (URU). O Tricolor atropelou os uruguaios por 6 a 1 no Morumbi e perdeu fora de casa por 3 a 0. A conquista alavancou a carreira de Muricy que era auxiliar de Telê.

– Naquele campeonato, como o São Paulo ganhava tudo, me chamaram para fazer um time de moleques porque não iriam colocar os principais jogadores. Como eu vim da base, conhecia todo mundo. Achavam que a gente não ia durar muito na competição. Ninguém acreditava que a gente iria passar da primeira fase. Mas foi dando certo, a molecada comprou a ideia e deu liga. E no futebol tem essas coisas, deu liga, e em campeonato de mata-mata, às vezes, é assim. Foi uma surpresa muito boa para todo mundo – relembrou Muricy.

Por enquanto, o técnico escala praticamente a equipe titular. Mas ele deixa claro que a situação no Brasileirão é mais preocupante e que, se o time não melhorar, pode deixar a Copa Sul-Americana de lado.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.