Multicampeão na base, Jardine busca afirmação contra ex-clube

Nesta quinta-feira, às 19h (de Brasília), o São Paulo irá enfrentar o Grêmio, no Morumbi, com uma novidade no banco de reservas: André Jardine. O ainda novato treinador no profissional irá assumir interinamente o comando do Tricolor até o final do ano.

“Talvez o meu grande desafio seja conseguir ir introduzindo os conceitos e ideias que me levaram a estar aqui no profissional do São Paulo, que me levaram a ter algumas conquistas no Sub-20. Nenhum treinador consegue fugir de trabalhar aquilo que acredita, de direcionar o grupo para aquilo que acredita. Tenho convicção que o São Paulo tem elenco e peças para jogar bem melhor, jogar o jogo que eu gosto”, afirmou Jardine, em entrevista para a TV São Paulo.

Ainda com pouca experiência na categoria profissional, André Jardine possui uma carreira vitoriosa nas categorias de base. Formado em Educação Física na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, o treinador iniciou sua trajetória no Internacional, em 2003.

Em dez anos na base Colorada, Jardine passou por todas as categorias no clube, com exceção da profissional, desde a sub-10 até a sub-20, e conquistou 30 títulos no total. Entre eles, dois Gaúchos pelo sub-20 e uma Copa FGF/RS pelo sub-19.

O técnico fez parte da formação de uma geração de ótimos atletas: Rodrigo Dourado, meia atualmente titular no Inter, Eduardo Sasha, agora atacante do Santos, e Fred, volante do Manchester United e da Seleção Brasileira.

No final do ano de 2013, André Jardine foi anunciado pelo Grêmio. Em menos de dois anos, o treinador foi campeão invicto do Gaúcho sub-20 e promovido à auxiliar fixo do profissional pelo então técnico do Imortal, Luiz Felipe Scolari, o Felipão. De forma interina, ele disputou uma partida no Tricolor das Pampas e acabou derrotado pelo Vitória, por 2 a 1. Pela base, Jardine ajudou na formação do volante Walace, atualmente no Hannover 96, da Alemanha, e de Everton, atual atacante e grande revelação do Grêmio.

Em dezembro de 2014, Jardine foi desligado do Grêmio e no começo do ano seguinte assumiu a direção do sub-20 do São Paulo. Em pouco mais de dois anos, o comandante gaúcho conquistou importantes feitos pela categoria do clube: Tricampeão da Copa RS, campeão da Copa Libertadores, bicampeão da Copa do Brasil, campeão Paulista e da Copa Ouro.

Na sequência, no início de 2018, Jardine se tornou auxiliar fixo do São Paulo e, inclusive comandou o Tricolor em duas partidas da atual temporada: vitória por 3 a 0 contra o CRB, pela Copa do Brasil, e triunfo por 3 a 1 contra o Red Bull Brasil, no Campeonato Paulista. Agora, o treinador interino irá reencontrar seu ex-clube, o Grêmio, e uma promessa titular no adversário, Everton, para tentar se firmar no comando do clube paulista.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*