“Muitos não acreditavam que eu voltaria”, diz Breno

Autor do gol solitário do São Paulo na derrota para o Avaí, por 2 a 1, no domingo, o zagueiro Breno que hoje joga como volante falou nesta terça-feira sobre seu retorno ao futebol e sobre a partida contra o Vasco, nesta quarta-feira, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Para Breno, seu retorno como titular do São Paulo desafia previsões de quase todos que estavam a sua volta.

“Pessoalmente, foi uma felicidade muito grande. Muitos não acreditavam que eu ia voltar a jogar bola. Só minha esposa e alguns a meu redor. Sempre acreditei que Deus ia me dar essa força e eu ia dar a volta por cima”, disse o jogador, que voltou a fazer um gol após oito anos e exatamente no dia em que completou quatro anos do incêndio em sua casa que o levou à prisão na Alemanha. “Era melhor ter dois gols de outro jogador e termos saído com três pontos. Mas para mim foi muito especial”, disse.
Breno disse que hoje já não é mais o garoto que deixou o clube em 2007, e que hoje exerce liderança dentro do elenco. “Sim, eu aprendi muitas coisas na vida. Até por esse tempo que eu passei difícil. Eu, voltando pra cá, não tenho mais 18 anos, tenho 25. Passa sim essa liderança pra outros jogadores, claro que tem Michel, Luis Fabiano, Rogério, mas posso sim me integrar num desses, ajudar o São Paulo, o elenco e os jogadores que estão subindo da base”, falou.
Breno valorizou o confronto contra o Vasco e disse que ainda está se adaptando à nova posição. Com Osorio, joga mais como volante, à frente da zaga, do que propriamente como zagueiro, sua posição de origem.
“Agora a gente vem numa sequencia muito difícil. Vasco, Palmeiras, depois Vasco novamente. Na minha função como volante… estou gostando de jogar como volante, cada treino procurando me adaptar mais da forma que o professor quer. Acho que falta um pouco de organização ali, um zagueiro joga de frente para o campo, e um volante joga de costas. Estou procurando me adaptar”, disse. “Estou surfando a onda. Eu tenho essa possibilidade de jogar como volante como titular. Falei pro professor. Onde ele quiser que eu jogue, para ajudar, vou jogar”, disse.

Um comentário em ““Muitos não acreditavam que eu voltaria”, diz Breno

  1. Nesse futebol dos 7 ironizado por tudo incomPeTencias roubos e apequenamento
    do nosso futebol e robalhera geral dos kartolas iniciado pelo havelange
    voce e’ rei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*