Morumbi é decisivo para o São Paulo na Copa do Brasil

Apesar dos três bons resultados do São Paulo em casa na Copa do Brasil deste ano, com 100% de aproveitamento, as últimas eliminações nesta competição vieram após o Tricolor não ter bom desempenho no Morumbi. Por isso, mesmo com bom público (já foram vendidos 28 mil ingressos), é preciso ter cuidado.

Diante do Coritiba, com a primeira partida em seus domínios, o Sampa busca fazer um placar favorável, sem tomar gol ou no mínimo anotar dois de diferença. Depois, decidir a vaga no Couto Pereira. Quem passar enfrentará Grêmio ou Palmeiras, que fazem o primeiro jogo da outra semifinal esta noite.

 

Ano passado, após 1 a 0 frente ao Avaí, o São Paulo foi até Florianópolis e levou 3 a 1 nas quartas de final. Em outras ocasiões, chegou a perder. O último revés foi em 2002, em semifinal para o Corinthians (veja abaixo).

– Temos uma paixão pela Libertadores e a Copa do Brasil lhe dá o presente. A pressão fica maior no São Paulo porque sempre disputou e nunca ganhou a Copa do Brasil. Não acho que tenha uma pressão maior – afirmou Emerson Leão, que em duas passagens só tem duas derrotas no Morumbi.

– Todas as equipes gostam de atuar dentro do seu campo. Você sabe o atalho na sua casa e a confiança aparece ao lado do torcedor. Isso é fator positivo. Fizemos resultado aqui contra o Goiás e fomos beneficiados pelo resultado aqui, mas lá também, quando fizemos gol. Só vencer e achar que está bom é uma ilusão. Temos de respeitar mais lá do que aqui – completou.

Nesta quinta-feira, diferentemente do que foi em outras edições, o São Paulo precisa fazer do Morumbi seu grande aliado. Como tem sido na atual disputa, com nove gols marcados e apenas um sofrido, precisa buscar um bom resultado para estar tranquilo em Curitiba, semana que vem, onde os donos da casa também estão invictos no torneio.

Luis Fabiano, suspenso contra o Santos pelo Brasileiro, retorna. O atacante costuma se dar bem no Morumbi. A maioria dos gols é no estádio. Além disso, com oito gols, quer se manter como artilheiro.

Morumbi como aliado este ano

14/3 – Depois de vencer por 1 a 0 no Mangueirão, em Belém-PA, com gol de Cícero, o São Paulo faz 4 a 0 no Morumbi e avança na Copa do Brasil. Empate já bastava para a vaga. Luis Fabiano faz os quatro no triunfo.

10/5 – Após perder por 1 a 0 no Moisés Lucarelli, o Tricolor precisa inverter a situação. No Morumbi, sai perdendo, o que obriga do time a fazer três. Após virada no primeiro tempo, Luis Fabiano marca no segundo e assegura a vaga.

23/5 – Com primeiro jogo no Morumbi, São Paulo faz 2 a 0, com gols de Luis Fabiano e Douglas. Sem sofrer gol e com boa vantagem para a volta, administra bem o confronto em Goiânia, empata em 2 a 2 e classifica.

Jogos no Morumbi nas últimas eliminações da Copa do Brasil:

São Paulo 1×0 Avaí
4/5/2011 O São Paulo teve a chance de sair com uma larga vantagem e esbarrou no goleiro Renan, que mais tarde seria contratado pelo Corinthians. Com o resultado magro, acabou perdendo por 3 a 1 na Ressacada, de virada, e deu adeus ainda nas quartas de final. Partida escancarou o racha entre Rivaldo e o então técnico Paulo César Carpegiani. O meia ficou revoltado por não ter entrado no decorrer da partida. O treinador durou só mais oito jogos.

São Paulo 1×1 Goiás
15/5/2003 Eliminação em casa. Depois de um empate sem gols no Serra Dourada, o Tricolor precisava de uma vitória simples, mas acabou em igualdade por 1 a 1, com gol de Luis Fabiano. O critério de gols fora de casa colocou os goianos na semifinal. A torcida perdeu a paciência com a eliminação e pediu a cabeça de Kaká e Ricardinho. O técnico Roberto Rojas, que havia assumido quatro jogos antes, é poupado da fúria dos torcedores. Ele acabaria o ano como o treinador.

São Paulo 2×1 Corinthians
1/5/2002 Outra vez eliminado em casa. Na semifinal contra o arquirrival, as duas partidas foram disputadas no estádio do Morumbi. Na primeira delas, derrota por 2 a 0, com dois gols de Deivid. Precisando inverter a vantagem, o Tricolor até saiu na frente com Reinaldo, mas novamente Deivid atrapalhou os planos. Kaká até garantiu a vitória, porém o resultado foi insuficiente para que o São Paulo disputasse a segunda final da Copa do Brasil em sua história.

São Paulo 3×4 Grêmio
23/5/2001 Sem poder contar com o atacante Luis Fabiano nos dois jogos, machucado, o São Paulo perdeu por 2 a 1 no Sul e precisava de uma vitória por 1 a 0 para se garantir na semifinal. Mesmo com França marcando duas vezes, o Tricolor saiu derrotado novamente na partida de volta e viu o sonho do título inédito da competição nacional ser adiado mais uma vez. Vadão deixa o cargo e quem assume o comando na Copa dos Campeões é Nelsinho Baptista.

São Paulo 0x0 Cruzeiro
5/7/2000 Pela primeira vez na decisão, o Tricolor disputou o primeiro jogo em casa, não passou de um empate sem gols e viajou para Minas Gerais precisando de uma vitória ou igualdade com gols. No Mineirão, saiu na frente com gol de Marcelinho Paraíba no segundo tempo, porém levou a virada nos dez minutos finais. A Raposa fez com Fábio Júnior e Geovanni, aos 44 minutos, de falta. O Mineirão recebeu mais de 85 mil pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*