Mitinho? Renan Ribeiro busca própria história, mas com traços de Ceni

“Renan, como você está? Está bem, então? Pronto, era isso que eu precisava saber para ficar tranquilo”. Foi assim que Rogério Ceni, na última sexta-feira, passou o bastão para que Renan Ribeiro pudesse enfrentar o Avaí às 16h deste domingo no Morumbi e chegar a seu segundo jogo como goleiro do São Paulo.

Com estiramento leve na coxa direita, o Mito passou a semana toda no Reffis. Em alguns dias, chegou a fazer três turnos de fisioterapia e preocupou o departamento médico. Era preciso ter certeza sobre a confiança de seu novo reserva imediato antes de diminuir o ritmo do tratamento e confirmar a ausência na oitava rodada do Brasileirão.
E confiança parece sobrar para Renan Ribeiro, ainda aos 25 anos.

– Recebi (a chance) com muita tranquilidade. Venho me preparando há bastante tempo para o momento de substituir o Rogério, um ídolo do clube. Joguei contra a Portuguesa, pelo Paulistão, e saímos com a vitória. Agora muda apenas a equipe que vamos enfrentar e a competição, porque no nível de exigência e a necessidade de vencer são iguais – avisou o camisa 28 ao LANCE!.

Renan tenta de todas as formas evitar comparações com Rogério Ceni. Trabalha exaustivamente com os pés, mas não planeja cobrar faltas em sua carreira. Gosta de orientar os companheiros o tempo todo, mas se vê como um líder de estilo próprio, diferente ao do goleiro-artilheiro.

– A liderança é natural, tenho a minha liderança, meu jeito de enxergar as situações de jogo também – justifica o suplente do Mito.
Ao mesmo tempo em que tenta construir uma imagem própria, Renan convive com mais semelhanças com Ceni. Por exemplo: quase todos os dias é o último a deixar o gramado do CT da Barra Funda, seja para treinar passes e lançamentos, para correr em volta dos campos ao lado do preparador físico do Tricolor, Zé Mário Campeiz, ou fazer academia no Reffis.

Sem falar no gosto por praticar tênis, esporte que Rogério Ceni usava para ocupar o tempo na época de reserva de Zetti ao lado do Mestre Telê Santana. Ou seja, Renan quer ser Renan, mas com pitadas de Mito.

Confira bate-papo exclusivo com Renan Ribeiro:

Como foi a preparação desta semana com Ceni sempre fora?

A preparação foi normal, na mesma alta intensidade que costumo trabalhar todos os dias.

Acha que esse período sem o Denis pode ser decisivo para seu futuro no clube?
Não penso no meu futuro relacionado a um companheiro estar disputando posição. Agora vou jogar e sei da responsabilidade de substituir o Ceni.

A renovação do Ceni, ao mesmo tempo, beneficiou Denis, já que terá mais tempo para voltar da cirurgia no ombro direito?
Não acredito em benefício. Temos que trabalhar, independentemente das circunstâncias. O Rogério renovou porque tem condições de ajudar a ganhar o Brasileiro e a Copa do Brasil

Como trabalha para substituir Rogério Ceni no futuro?
É muito legal. Rogério é um líder por natureza e eu procuro absorver toda essa experiência. Tem que estar muito bem preparado pra assumir o gol de um clube como o São Paulo.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.