Militão valoriza versatilidade e projeta “coisas melhores” em 2018

Logo em sua temporada de estreia no time profissional do São Paulo, o polivalente Éder Militão teve de lidar com o risco de rebaixamento durante praticamente todo o Campeonato Brasileiro. Apesar do cenário adverso, o jogador de 19 anos termina 2017 mais experiente e titular da lateral direita da equipe comandada por Dorival Júnior, embora seja zagueiro de origem e volante de costume.

“A temporada reservou uma bagagem importante por tudo que passei e vivi durante o ano. Consegui me adaptar ao elenco principal, mantive o meu desenvolvimento e aprendi bastante. Seja como zagueiro, volante ou lateral, tive a oportunidade de mostrar o meu futebol e me firmei com o Dorival. Valorizo bastante isso, e levarei isso para 2018”, ressaltou o camisa 13 , em entrevista ao site oficial do clube.

Promovido ao elenco profissional por Edgardo Bauza, em 2016, Militão passou a temporada passada alternando entre os treinos no CCT da Barra Funda e os jogos pelas categorias de base. Neste ano, contudo, após disputar a Copa São Paulo, foi efetivado por Rogério Ceni e recebeu suas primeiras oportunidades no time principal.

“Os atletas da base sempre sonham com a oportunidade de jogar aqui, e a torcida pode ter certeza de que este sentimento move os garotos desde cedo. Comigo não foi diferente. Todos os jogadores do CFA se mostram interessados em querer ajudar na equipe principal, e busquei isso também, assim como os meus companheiros que subiram este ano”, afirmou.

Insatisfeito com Buffarini e sem poder contar com o lesionado Bruno por boa parte da temporada, Dorival optou por improvisar Militão na lateral direita. Com 1,87m, o garoto levou segurança ao sistema defensivo e virou arma ofensiva no jogo aéreo, marcando dois gols (ambos de cabeça) em 22 partidas, sendo titular em 21 delas.

Após ser peça importante na campanha de recuperação do São Paulo no Brasileirão, Militão projeta brigar por objetivos maiores no ano que vem. “Conseguimos dar a volta por cima, encerramos o ano bem e vamos com tudo para 2018. Agora, vamos focar a disputa por títulos e coisas melhores. O São Paulo é grande e precisa disputar o lugar mais alto da tabela sempre”, concluiu.

O versátil jogador tem contrato até o dia 11 de janeiro de 2019 e a renovação do vínculo é uma das prioridades de Raí, novo diretor-executivo de futebol do Tricolor. Além disso, para a próxima temporada, Dorival planeja utilizá-lo em sua posição de origem, a de zagueiro.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Militão valoriza versatilidade e projeta “coisas melhores” em 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*