Michel cobra evolução e humildade para Tricolor ser favorito no Brasileiro

O meia Michel Bastos dificilmente aparecerá entre os jogadores que estrearão pelo São Paulo no Campeonato Brasileiro, contra o Botafogo, nesse domingo, em Volta Redonda. Preservado para a partida de volta das quartas de final da Copa Libertadores, na próxima quarta-feira, ele aproveitou para analisar as chances de título do clube na competição nacional. O atleta disse torcer por uma evolução do time durante a temporada, mas foi sincero ao afirmar que não vê o Tricolor como um dos favoritos ao troféu.

“Ainda não somos candidatos ao título. Precisamos manter os pés no chão”, analisou o jogador. “Mas espero que esse time seja diferente dos que eu joguei em outros anos. Estou há dois anos aqui no São Paulo e não ganhei nenhum título. Vejo que existe a possibilidade em 2016, por isso espero que seja diferente”, acrescentou.

Para Michel, um dos fatores que levará o São Paulo a brigar por troféus é a identidade que o técnico Edgardo Bauza conseguiu imprimir à equipe. O meia sofreu sérios problemas com a torcida nesse ano, mas fez as pazes com as arquibancadas ao marcar três gols e dar três assistências nos últimos sete jogos. Ele vê a personalidade adquirida pelos atletas como um fator importante para superar turbulências durante o Brasileirão.

“Todos passam por momentos difíceis, mas a superação mostra a força do grupo e dos próprios jogadores. O grupo já mostrou que tem uma identidade. Isso é muito bom. Temos uma cara que foi adquirida com base naquilo que o treinador propôs para nossa equipe. Espero que nenhum atleta volte a passar por dificuldades e que o nosso time possa manter um bom nível de futebol. Assim, creio que o time melhorará e se tornará vencedor”, afirmou.

Recém-recuperado de um edema na coxa direita, Michel Bastos saiu do banco na última quarta-feira para anotar o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-MG, no Morumbi, pelas quartas de final da Libertadores. Assim como o armador, outros titulares estão desgastados fisicamente e serão poupados na primeira rodada do Brasileiro. O descanso forçado aos atletas permitirá que Bauza volte a escalar promessas e “suplentes de luxo”, como Lugano e Alan Kardec. A escalação será definida com base nos treinos dessa sexta-feira e do sábado.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.