Meta são-paulina em reta final de turno é G-4, onde ficou uma só vez

Antes das derrotas para Fluminense e Grêmio, o São Paulo acumulou se aproximou do grupo de classificação à próxima edição da Copa Libertadores. Agora 13 pontos abaixo do ponteiro, porém, o objetivo nesta reta final de turno, restando três rodadas, é só furar o G-4.

A equipe tricolor esteve entre as quatro primeiros colocadas uma única vez até o momento. Foi ao término da oitava rodada, quando venceu o Coritiba, no Morumbi. Já na rodada seguinte, deixou escapar vitória em clássico com o Palmeiras e, com o empate, caiu na tabela. Desde então, tem oscilado entre o quinto e o atual sétimo lugar.

“Temos que jogar pensando em entrar no G-4. A gente sabe que tem plenas condições de chegar ao título, mas tem que encarar a realidade e pensar embaixo para, depois, pensar lá em cima. Vamos passo a passo, que a gente vai chegar”, diz o meia-atacante Cícero, autor dos gols dos dois últimos tropeços, ambos por 2 a 1.

João Pires/VIPCOMM

Meta de Ney Franco é simples: vencer os três jogos

Para atingir o objetivo traçado, o São Paulo tem que começar a obter resultado positivo a partir desta quarta-feira, diante do Náutico, nos Aflitos. Os dois compromissos restantes serão contra Ponte Preta, no Morumbi, e Corinthians, no Pacaembu. Uma sequência complicada, mas que não tira a confiança do técnico Ney Franco.

 

“A meta que ele nos passa é vencer sempre. A cada jogo que você vence, sobe na tabela. Vamos tentar terminar esse turno bem, com três vitórias. Mas, de novo, temos que pensar jogo a jogo”, repetiu Cícero, com discurso cauteloso a respeito da trinca final.

De fato, o São Paulo já pode galgar uma posição nesta rodada. Sétimo colocado, o time está a um ponto do Cruzeiro (25 contra 26). Enquanto a equipe de Ney Franco busca a vitória no Recife, a partir de 21h50 (de Brasília), os mineiros duelam mais cedo com o Fluminense e precisam somar, no máximo, um empate.

“Estamos vivendo uma situação complicada. O Ney Franco pegou agora esse elenco, que é bom, tem jogadores de qualidade, e ele vem fazendo um trabalho bom também. Só que infelizmente essas coisas acontecem. Mas não adianta falar, o mais importante é fechar o grupo e buscar as vitórias. Não tem outra solução”, receitou o volante Denílson.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*