Mesmo sem títulos, Ganso considera o ano “muito bom” e vê legado

O São Paulo desperdiçou a sua última chance de conquistar um título em 2014 nas cobranças de pênalti contra o Atlético Nacional, da Colômbia, pelas semifinais da Copa Sul-americana. Sem demonstrar abatimento, no entanto, o meia Paulo Henrique Ganso garantiu nesta quinta-feira que a derrota do dia anterior não manchou a temporada da sua equipe.

“Foi um ano muito bom. Apesar de não termos conquistado títulos, formamos uma base para o ano que vem. É isso que fica de legado para 2015”, comentou Paulo Henrique Ganso, assim que se posicionou na sala de imprensa do CT da Barra Funda após a realização de um trabalho leve.

Como costuma fazer o técnico Muricy Ramalho, o meia ainda lembrou que o São Paulo lutou contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2013. Agora, a duas rodadas das férias, a equipe já assegurou uma vaga na Copa Libertadores da América e está próxima de ratificar o vice-campeonato nacional, somente atrás do Cruzeiro.

Para Ganso, o São Paulo demonstrou que poderá continuar em evolução em 2015, para voltar a ser campeão. “O ponto positivo de 2014 foi a formação de um grupo em três ou quatro meses. Isso ficará para o ano que vem. Mantivemos um ambiente bom, melhoramos a qualidade. Com reforços, aprimoraremos ainda mais o que já construímos”, vislumbrou.

O jogador ainda se apontou como um exemplo da mudança do São Paulo na temporada sem títulos. Antes lesionado com frequência, ele conseguiu ter uma sequência de jogos e transformou-se no principal articulador de jogadas do time do Morumbi.

“A minha carreira já está bem deslanchada. Estou bem tranquilo em relação a isso. Sempre me preparo para não ter lesões, e isso já está passando longe de mim. O momento é bom. Só não conquistei os títulos que queria para alegrar a torcida são-paulina”, ponderou Paulo Henrique Ganso.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*