Meninos do Majestoso: foco na base une São Paulo e Corinthians em 2017

Dentro de casa, São Paulo e Corinthians encontram as principais soluções para seus times no início de 2017. Neste domingo, às 16h (horário de Brasília), no Morumbi, os rivais se enfrentam pela 11ª rodada do Campeonato Paulista com uma série de garotos em campo. O futuro é deles.

Sete bons nomes promovidos recentemente (nos últimos dois anos, pelo menos) devem ser titulares no clássico: Léo Príncipe, Guilherme Arana, Maycon e Pedrinho, pelo Timão, além de Araruna, Júnior Tavares e Luiz Araújo, pelo Tricolor. Alguns deles são titulares incontestáveis no ano.

Para a tabela, o jogo vale mais para os donos da casa. Uma vitória classifica o São Paulo às quartas de final – com 16 pontos, o time é líder do Grupo B, mas seguido de perto por Linense e RB Brasil. O Corinthians, classificado, tem 20 pontos e não perde mais a ponta do Grupo A.

Os rivais já se enfrentaram uma vez em 2017, mas longe do Brasil. Pela decisão do Torneio da Flórida, São Paulo e Corinthians empataram sem gols, em Orlando, mas o Tricolor levou a melhor nos pênaltis – dando o primeiro título a Rogério Ceni em sua curta carreira de técnico.

Made in Cotia

No São Paulo, os garotos revelados no CT de Cotia estão cada vez mais em alta com Rogério Ceni. Do time que deverá começar jogando, a grande novidade será o volante Araruna, um dos atletas promovidos do time sub-20 no início de ano, que atuará improvisado na lateral-direita, posição em que já atuou na base. O meio-campista vem sendo muito elogiado pela comissão técnica e já foi procurado pela diretoria para tratar de uma renovação contratual.

Junior Tavares Luiz Araújo São Paulo (Foto: Erico Leonan / site oficial do SPFC)Júnior Tavares e Luiz Araújo: base unida pelo Tricolor (Foto: Erico Leonan / site oficial do SPFC)

Na lateral esquerda, Júnior Tavares precisou de poucos jogos para se tornar dono da posição. Inicialmente, o técnico Rogério Ceni havia planejado começar o ano com o argentino Buffarini improvisado na posição. Mas Júnior, quando entrou, tomou conta da posição. Vale lembrar que ele pertencia ao Grêmio e teve os direitos adquiridos em definitivo por R$ 500 mil.

No ataque, Luiz Araújo já é uma realidade no São Paulo. Já marcou cinco gols na temporada e deu cinco assistências para os companheiros. No início do ano, despertou o interesse do Lille, da França, mas o técnico Rogério Ceni conseguiu garantir sua permanência.

Como prêmio, teve o vínculo prorrogado pela diretoria, com direito a um bom aumento salarial. No ano passado, o camisa 31 deixou sua marca na goleada de 4 a 0 sobre o rival de Parque São Jorge, no clássico que foi realizado no estádio do Morumbi.

Além dos dois citados acima, Rodrigo Caio e João Schmidt, que são mais experientes, também vieram da base tricolor. Além deles, na reserva, existem outros garotos, como Shaylon e Lucas Fernandes, que podem surgir como alternativas no segundo tempo do Majestoso.

Copinha rende frutos

No Timão, o panorama é semelhante. Com a saída de alguns titulares e a baixa produção de reforços contratados na temporada passada, houve espaço para os jovens valores. Guilherme Arana e Maycon são os maiores expoentes dessa nova geração.

Arana subiu em 2015, esperou os ciclos de Fábio Santos e Uendel se encerrarem, e assumiu a posição como um veterano. Canetas, subidas ao ataque, dribles e ousadia fazem parte do repertório do jogador de 19 anos.

Maycon Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)Maycon se tornou pilar do meio-campo do Timão (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

Maycon teve trajetória diferente: deixou o clube, foi emprestado à Ponte Preta, fez bom Campeonato Brasileiro e voltou com moral. A ponto de desbancar veteranos como Camacho e Fellipe Bastos e se tornar titular incontestável com Fábio Carille. A diretoria renovou os contratos de Arana e Maycon até dezembro de 2021.

Ainda há Pedrinho, mais nova sensação do elenco. Campeão da Copa São Paulo em janeiro, ele foi promovido ao elenco principal e estreou há uma semana, contra a Ferroviária. Diante do RB Brasil, foi titular, agradou e mereceu ter sua chance no clássico. Será a prova de fogo para o franzino garoto de 18 anos, natural de Alagoas.

– Que bom poder colocar meninos num jogo grande como o do Morumbi, buscando pontuação para ter vantagens na fase final. Botamos contra Ferroviária, contra RB, ele se virou, sabe jogar, tem lance pessoal e passe. Se acontecer, que bom usar num jogo grande, no Morumbi, num jogo deste tamanho – afirmou Fábio Carille.

Na defesa, Pedro Henrique é a primeira opção no setor quando Balbuena ou Pablo não podem jogar – neste domingo, ele volta para o banco porque o zagueiro paraguaio se recuperou de lesão. Na frente, Léo Jabá tem sido titular em jogos menores. O banco de reservas ainda conta com Léo Santos e Marciel, nomes que Fábio Carille não tem medo de colocar em campo.

Veja as informações do clássico:

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data e horário: domingo, às 16h (de Brasília)
Escalação provável do São Paulo: Renan Ribeiro; Araruna (Wellington ou Wesley), Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; João Schmidt (Jucilei), Thiago Mendes e Cícero; Wellington Nem, Luiz Araújo e Gilberto
Desfalques do São Paulo: Sidão, Cueva, Buffarini, Pratto e Bruno
Escalação provável do Corinthians: Cássio, Léo Príncipe, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Pedrinho; Jô
Desfalques do Corinthians: Marquinhos Gabriel, Kazim, Giovanni Augusto, Matheus Vidotto, Fagner e Romero
Arbitragem: Vinícius Furlan, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Eduardo Vequi Marciano
Transmissão: TV Globo para SP e DF; e Premiere 1

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*