Mena festeja primeira convocação pelo Tricolor

Dono da lateral esquerda do Tricolor neste início de temporada 2016, Mena é figura constante nas convocações da Seleção Chilena. Com as disputas da Copa do Mundo de 2014 e da Copa América de 2015 no currículo, o camisa 21 foi chamado para defender o seu país mais uma vez: nos duelos com Argentina (casa) e Venezuela (fora) pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, que serão disputados nos dias 24 e 29 de março, respectivamente.

E a oportunidade de atuar pela primeira vez pelo Chile como atleta do São Paulo animou o jogador, que disputou 11 dos 14 jogos do clube no ano até aqui. “É sempre especial ser convocado, mas desta vez será diferente. Agora, como estou no São Paulo em um novo desafio na careira, sei que é importante ser lembrado. Estou contente com esta convocação, mas antes de ir quero ajudar a equipe nos próximos jogos”, afirmou o jogador.

Na noite da próxima quarta-feira (16), na Venezuela, o Tricolor visitará o Trujillanos com uma única meta: conquistar um resultado positivo e, assim, se manter firme na disputa por uma vaga nas oitavas de final da Libertadores da América. Focado no confronto com os venezuelanos, Mena quer fazer bonito e mais uma vez reforçar o time antes de seguir para a Seleção Chilena – o atleta se apresentará ao técnico Juan Antonio Pizzi na próxima semana.

“Será um jogo difícil, mas temos que impor o nosso ritmo de jogo. Partidas da Libertadores são pegadas, com pressão, mas temos que passar por isso. Precisamos de um resultado positivo para manter o time vivo na competição. Antes de seguir para a Seleção quero ajudar os meus companheiros do São Paulo”, finalizou o lateral, que foi campeão da Copa América com a Seleção Chilena em 2015, em conquista inédita para o país.

Vale lembrar que Mena foi o primeiro reforço do Tricolor para a temporada 2016. Revelado pelo Santiago Wanderers, o ala obteve destaque internacional defendendo a Universidad de Chile de 2010 a 2013, onde conquistou o tricampeonato nacional: Apertura (2011 e 2012) e Clausura 2011. Também na La U, o jogador esteve presente na inédita conquista da Copa Sul-Americana de 2011, que rendeu o primeiro troféu internacional ao clube chileno.

Sua boa campanha despertou o interesse do futebol brasileiro. Em 2013, o atleta foi contratado pelo Santos e defendeu o arquirrival até o início de 2015, quando acertou a sua ida para o Cruzeiro. No currículo, Mena ainda traz outra grata curiosidade. O lateral-esquerdo defendeu a Seleção Chilena Sub-23 no Torneio de Toulon, em 2009, que terminou com a primeira conquista do país na tradicional competição disputada na França.

Mais tarde, em 2014, foi titular em toda a campanha do Chile na Copa do Mundo, no Brasil, quando os chilenos avançaram até as oitavas de final e foram eliminados pelos anfitriões. No início de 2016, atendendo uma solicitação do técnico Edgardo Bauza, o jogador foi contratado pelo Tricolor e logo deu conta do recado. Mena assumiu a titularidade e, sempre firme na marcação, tomou conta do setor.

 

Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*