Em busca do gol perdido: Alan Kardec tem 90 minutos para recuperar lugar

10 minutos de bola rolando no segundo jogo do São Paulo na temporada. A perspectiva era das melhores, os torcedores cercados de ânimo, a cabeçada de Alan Kardec bateu no travessão e quicou dentro do gol do César Vallejo, mas o árbitro Roddy Zambrano e o assistente Luis Vera não viram. A partida seguiu, os peruanos fizeram um golaço, o bom futebol tricolor foi sumindo, e o empate só veio com Calleri, que havia entrado justamente no lugar de Kardec.

O centroavante tem convicção de que se aquele gol tivesse sido validado, seu início de ano e também o do São Paulo seriam muito diferentes. Dias depois, pelo Paulistão, Calleri fez mais dois gols. Ainda assim, Kardec seria mantido na equipe, mas um vírus lhe causou problemas de saúde e a vaga de titular, que acabou com o argentino.

Alan Kardec César Vallejo x São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)Gol legítimo de Alan Kardec contra o César Vallejo não foi validado (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Calleri também parou de fazer gols, mas seu estilo lutador na frente conquistou o técnico Edgardo Bauza. O centroavante corre pra lá, corre pra cá, consegue proteger bem a bola e, a cada gota de suor deixada na grama, acabou fincando seus pés no time.

Kardec é outro batalhador, mas de estilo diferente. Mais técnico, consegue fazer a bola girar mais em torno de si, trabalha mais fora da área, mas não tem a explosão física, sobretudo pelos problemas do início do ano – soma-se ao vírus um corte profundo no tornozelo – que permite a Calleri infernizar a vida da zaga.

Com a suspensão do argentino, a partida desta quarta-feira diante do Trujillanos é a chance que Alan Kardec esperava para tentar recuperar seu status e, finalmente, marcar o primeiro gol da temporada. Dessa vez, sem anulações.

Bauza Kardec São Paulo (Foto: Erico Leonan / site oficial do São Paulo FC)Kardec se mostrou insatisfeito por ser pouco aproveitado por Bauza (Foto: Erico Leonan / site oficial do São Paulo FC)

– Eu preciso fazer gols. Todos esperam e é o que mais quero para aumentar nossa confiança na sequência dessa caminhada difícil. A vitória é muito importante para nós. Sendo bem direto, eu sinto falta dos gols porque é extremamente importante para um atacante – afirmou.

No trajeto entre o gol não marcado e as lesões até a chance de redenção, Kardec entrou para o time dos insatisfeitos, primeiro ao ser substituído no intervalo da vitória por 2 a 0 sobre o Novorizontino, depois ao entrar nos minutos derradeiros contra o Mogi Mirim, em jogo que também terminou 2 a 0 para o Tricolor.

Depois de uma reclamação contida, porém sincera, o atacante reiterou que apenas tem o desejo de jogar cada vez mais, seja qual for a posição.

– O treinador tem suas opções de acordo com cada partida. As oportunidades não têm sido em maioria para mim, mas tenho cabeça tranquila e estou focado para aproveitá-las. É difícil se meter nos critérios do treinador, até porque existe respeito do atleta para com a comissão técnica – afirmou o centroavante, que, em razão do terceiro cartão amarelo de Calleri e do pedido de Kieza para não viajar, não terá reserva em Valera, diante do Trujillanos.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Em busca do gol perdido: Alan Kardec tem 90 minutos para recuperar lugar

  1. A EXEMPLO DO GOLEOR DENIS ALAN.KARDEC NAO APRENDEU NADA COM LF9 O FABULO COM FINALIZA E SE COLOCA MAL DENTRO DA AREA ASSIM COM DENIS OQ ELE APRENDEU COM O M1TO.RC NADA VERSOA NADA NAO E’ ATO Q TRICOLOR VAI DE MAL A PIOR SERA ATE QUANDO COM ESSA SOFRENCIA SERA Q VAI ESPERAR O MURICY MAIS UMA VEZ?!?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*