Maurren revela ter tido medo de “coisa ruim” e deixa Londres fazendo mistério sobre sua condição

Uma das esperanças do Brasil de medalha nos Jogos, Maurren Maggi deixa Londres em meio a um mistério sobre sua condição física e gravidade de uma lesão que a acompanhou nos últimos meses.

Antes de cair nas eliminatórias do salto em distância na terça-feira, a saltadora havia sido vista pela última vez em ação há mais de dois meses, na etapa de Eugene (Estados Unidos) da Liga Diamante.

Depois disso, cancelou suas participações nos Campeonatos Ibero-Americano e Troféu Brasil. Sua comissão técnica havia anunciado que ela se pouparia em função de uma lesão no quadril após uma competição no Rio de Janeiro, em maio.

Desde então, Maurren se enclausurou e sumiu. Fez sua preparação em Madri em meio a rumores sobre a gravidade de sua lesão. Seu técnico teve que falar publicamente que a lesão não era grave.

Na terça, Maurren falou, de maneira não convincente, que isso em nada atrapalhou, apesar de admitir que sofre com dores no corpo. “Dores eu venho sentindo há alguns anos. Mas o quadril não me atrapalhou em nada. Estou com dor muscular mesmo. Mas isso não me atrapalhou em nada a saltar. Não dá para pôr a culpa em nada”, falou.

A campeã olímpica de Pequim-2008, no entanto, parecia estar deixando de carregar um peso nas costas após encerrar sua competição. Mais de uma vez usou a expressão “aliviada” ao definir sua sensação depois da eliminação. Mais do que isso, comemorou terminar a prova “inteira”.

“Estou triste porque estou representando vocês, meu país, e não foi do jeito que queria. Mas estou satisfeita e aliviada por ter terminado meu trabalho inteira, do jeito que eu quis, inteira. Sinto muito, sinto muito, Brasil”, falou.

Logo na sequência, teve que responder porque a comemoração de terminar a prova “inteira”. E disse que chegou a ter medo.

“Eu estou inteira, não machuquei, [não]  caí de cabeça. Vi muito atleta se lesionar. O atleta no auge ou estoura ou atinge a melhor marca. Eu estava com medo que acontecesse alguma coisa de ruim. Mas deu tudo certo e terminei inteira.”

Ainda assim voltou a negar qualquer tipo de limitação pela lesão e disse que não fará tratamento nenhum nas férias. “Nas férias não. Não, não tenho nada grave. Não entrei aqui na dificuldade para saltar. Estou inteira e graças a Deus saio inteira”, falou.

Apesar de dizer várias vezes que pretende estar nos Jogos Olímpicos do Rio, Maurren falou só em tirar férias este ano. Não planeja competir. Questionada sobre a participação no Mundial de 2013, afirmou que pretende estar lá, mas não deu certeza.

“Acho que sim. É uma medalha que não tenho. Me sinto bem pra treinar, falta acertar um salto. Acho que vai acontecer.”

Em Londres, Maurren se fechou e não deu entrevistas, ao contrário dos integrantes do atletismo e outras modalidades que terinaram no Crystal Palace e participaram de coletivas organizadas pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro). Explicou que era para se concentrar.

“Eu estava mesmo querendo ficar quieta no meu lugar, porque se eu fosse atender todos de uma vez, seria melhor. Eu estava focada. Eu só respirava Londres, Londres e Londres. Eu não queria que nada desviasse meu foco. Foi essa decisão que a gente tomou”, falou. “Peço até desculpas pra vocês, teve gente que foi até Madri e não conseguiu me encontrar”, continuou.

Fonte: Uol

2 comentários em “Maurren revela ter tido medo de “coisa ruim” e deixa Londres fazendo mistério sobre sua condição

  1. Vamos ser honestos.
    A participação de Maurren, aos 36 anos, nestas Olimpíadas foi apenas para atender aos interesses dos patrocinadores.
    A idade avançada para esse tipo de competição, uma contusão antes das Olimpíadas e fato dela há muito tempo não saltar mais de 6,8 metros deixava claro que ela não teria nenhuma competitividade.
    Todavia, merece todo o nosso respeito pelas conquistas até hoje e por ter honrado o nome do clube para o qual torce.
    Avante Maurren!!! Uma pessoa carismática e vencedora como você tem muito ainda a acrescentar em diversas frentes do esporte brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*