Maratona atrapalha e torcida do São Paulo sofre para encher o Morumbi

Aos poucos parece que a empolgação do torcedor do São Paulo vai voltando normal e se enquadrando ao que se vê costumeiramente no futebol brasileiro. Depois de um sentimento misto de expectativa e ansiedade pelo o início do trabalho de Rogério Ceni, maior ídolo do clube, como técnico da equipe, o torcedor tricolor não tem conseguido manter o estádio do Morumbi cheio em dias de jogos.

É importante destacar que o São Paulo é dono da melhor média de público entre os times da Série A, B e C do país. São 28.943 torcedores por partida em casa, em média. O time já levou 144.719 pessoas ao Cicero Pompeu de Toledo em 2017, número superior a todos os públicos somados da equipe no Estadual do ano passado para que se tenha uma dimensão desse número.

O problema a ser solucionado é: como manter essa fidelidade? Na estreia do São Paulo em casa, frente a Ponte Preta, o público de 50.952 fãs rendeu R$ 1.312.376 bruto. Em seguida, 43.961 pessoas produziram R$ 1.178.846 para assistir o Tricolor contra o Mirassol. Diante do São Bento veio o pior público da temporada: 14.011 pagantes e uma bilheteria de R$ 339.959.

O duelo contra o Santo André serviu para interromper essa queda. 20.694 pessoas foram ao Morumbi e a renda ficou em R$ 558.115. Mas, no primeiro desafio da equipe pela Copa do Brasil em seu território, ‘apenas’ 15.101 se fizeram presentes. O clube recebeu R$ 363.740,00 de receita bruta por isso.

O valor médio do ingresso para o torcedor são-paulino é de aproximadamente R$ 26,00. A diretoria tem mantido promoções para sócios-torcedores e disponibilizado preços acessíveis não só para as arquibancadas, como também para as cadeiras cativas do estádio. Mas, talvez a maratona de partidas em um curto espaço de tempo pode ser considerada a maior inimiga da torcida do São Paulo nesse sentido. Afinal, em um período de 24 dias, o time atuou cinco vezes no Morumbi

No próximo sábado, os comandados de Rogério Ceni pegam o Palmeiras em clássico de torcida única no Palestra Itália, pela oitava rodada do Campeonato Paulista. Após isso, na quarta, o time viaja para Natal para encarar o segundo duelo com o ABC pela terceira fase da Copa do Brasil. Só dia 18, sábado seguinte, é que o São Paulo volta para casa. O adversário será o Ituano, às 16 horas, no Cícero Pompeu de Toledo. Quem sabe esse intervalo de dez dias distante não faz com que o torcedor tricolor volte a encher sua casa.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Maratona atrapalha e torcida do São Paulo sofre para encher o Morumbi

  1. O público de ontem seria muito melhor não fosse o horário ridículo do jogo.

    É muito difícil para o cidadão que trabalha chegar no Morumbi as 19h30 de um dia útil. Se conseguir chegar, chega em cima da hora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*