Maicon revela desejo de ficar no São Paulo e diz que altitude não é desculpa

Na quinta-feira, Maicon fará sua estreia na altitude de La Paz. O zagueiro de 27 anos jamais atuou a 3.600 metros, e busca informações para saber o que vai encontrar na partida decisiva do São Paulo contra o The Strongest, da Bolívia. A equipe precisa de uma vitória ou um empate para se classificar na Libertadores. Se perder, estará eliminada e só voltará a jogar no dia 15 de maio, pelo Brasileirão.

– Isso nem passa pela nossa cabeça – disse o zagueiro.

Poupado nas quartas de final do Paulistão, Maicon será titular ao lado de Rodrigo Caio. Com fala firme, o zagueiro detesta dar desculpas. Quando o time perdeu do Palmeiras, em jogo das 11 da manhã, ele afirmou que culpar o horário seria “coisa de fraco”.

Agora, mesmo antes de pisar pela primeira vez em La Paz, Maicon adianta que a altitude não serve de desculpa para uma eliminação.

– Perguntei para alguns atletas que já jogaram na altitude. Uns se deram bem, outros não. Vou procurar estar o mais preparado possível, espero que não me atrapalhe, até para não inventarmos desculpa. Quero estar concentrado, focado, a altitude não será desculpa. Vamos entrar com muita vontade para vencer ou conseguir um empate. O São Paulo está preparando bem as coisas para que não sintamos o peso da altitude – afirmou.

Em altíssimo conceito com comissão técnica, diretoria e torcida tricolores, Maicon, contratado no início deste ano por empréstimo de seis meses, mobiliza os dirigentes que tentam sua permanência e já negociam com o Porto, dono de seus direitos.

Se depender do jogador, a negociação terá sucesso. Ele quer ficar.

– Eu quero continuar, todo mundo sabe do meu desejo. Não será uma das minhas últimas partidas porque ainda tenho mais 12 jogos do Brasileirão. Pretendo cumprir e prolongar o contrato. O São Paulo tem me ajudado, espero que essa novela termine e eu possa continuar.

Questionado sobre sua identificação com a torcida, que, no último jogo contra o River Plate, mesmo com Lugano no banco, gritou em coro o seu nome, Maicon explicou a “fórmula”:

– Eu me identifiquei bastante, eles me receberam bem. Eu procuro jogar com alma, dar meu sangue em campo, essa é a grande diferença. Levo cada treino como se fosse um jogo. Passei um bom período lesionado no Porto, e ontem comentei que minha maior alegria é poder correr a 100%. O que mais gosto de fazer é jogar futebol, cada dia que entro no CT ou no estádio estou 100% motivado por defender um clube dessa grandeza – afirmou.

O jogo entre São Paulo e The Strongest terá início às 21h45 (de Brasília) da próxima quinta-feira.

 

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Maicon revela desejo de ficar no São Paulo e diz que altitude não é desculpa

  1. Gosto do caráter do Maicon!
    Não acho que ele é um grande zagueiro; pelo contrário, me lembra o Fabão, jogador viril mas de poucos recursos técnicos. Dá pro gasto, na seca de zagueiros do tricolor. Acho que a defesa do SP está muito ruim por causa dos técnicos que por lá têm passado. Mesmo o Murici, que outrora era um especialista em armar bons sistemas defensivos, depois da raquetada que ele tomou do Barcelona, o que o fez querer mudar a forma de fazer seus times jogarem, também não foi capaz de proteger bem a defesa.
    Não acho que o clube deve fazer loucuras pra contratar esse jogador…

  2. Esse jogador sim o sao paulo deveria fazer um esforço maior para ficar pelo menos ate o final do ano, tem jogado muito mais que o Lugano e Rodrigo Caio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*