Maicon e Schmidt não treinam em dia de cavadinha ‘à moda Cueva’

Com mais uma semana de trabalho até a volta do Campeonato Brasileiro, no dia 17 contra o Grêmio no Morumbi, o São Paulo optou novamente por treinamento mais leve nesta quinta-feira. O elenco, que já estava reduzido por convocações e perdeu mais dois atletas por problemas físicos, trabalhou apenas por uma hora com Ricardo Gomes.

O zagueiro Maicon sofreu um trauma no tornozelo direito, enquanto o volante João Schmidt tem dores na sola do pé esquerdo. Ambos ficaram no Reffis nesta quinta. As novas baixas não preocupam, mas foram suficientes para impedir que os times que fizeram treino técnico em campo reduzido não tivessem nem sequer a mesma quantidade de atletas: dez contra nove.

A dupla trabalhou no Reffis ao lado de Breno, Ytalo e Lucas Fernandes, todos com cirurgias de joelho, e do atacante Kelvin, que sofreu estiramento na coxa esquerda no clássico contra o Corinthians. Por outro lado, o volante Thiago Mendes já apareceu em campo após dois dias de fisioterapia para se livrar de incômodos musculares, mas apenas para leve corrida e alongamentos.

No fim do treino técnico, alguns jogadores se organizaram para treinar pênaltis contra o goleiro reserva Renan Ribeiro. Quem convertia a cobrança, era liberado da atividade. O volante Hudson, logo em sua primeira tentativa, repetiu a cavadinha de Cueva que abriu a goleada no último Majestoso, e logo partiu para o vestiário. Pedro e Luiz Araújo também bateram bem.

O próximo treino está marcado para as 9h30 desta sexta-feira.

 

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*