Maestro” tricolor, Ganso encontra Lucas Lima, fã e sucessor no Santos

Um duelo de “maestros”. De um lado está Paulo Henrique Ganso, comandando o meio-campo do São Paulo e, enfim, revivendo os bons momentos que o fizeram referência no Santos da “era Neymar”. Do outro está Lucas Lima, fã do camisa 10 do Tricolor, sucessor dele na Vila Belmiro e responsável por ditar o ritmo santista. A dupla tem potencial para protagonizar o clássico deste domingo, às 16h, no Morumbi, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Contratado pelo São Paulo em setembro de 2012 após longa negociação com o próprio Santos e tendo custado R$ 23,9 milhões, Ganso vive sua melhor fase no Morumbi. Ele é o segundo atleta com mais minutos em campo pelo Tricolor no Brasileirão – superado apenas por Rogério Ceni – e teve participação direta em 10 dos 18 gols da equipe. O meia balançou as redes três vezes e deu sete assistências. É o líder da estatística, empatado com Everton Ribeiro, do Cruzeiro.

O meia do São Paulo persegue sua primeira vitória sobre o ex-clube, do qual saiu brigado com diretoria e torcida. Em quatro jogos, três derrotas (na primeira delas, um 3 a 1 na Vila Belmiro, Ganso foi recebido pela torcida santista com vaias e uma chuva de moedas) e um empate, este último sem gols, no Morumbi, no Campeonato Paulista deste ano.

Lucas Lima, por sua vez, teve chegada discreta ao Santos, apesar de ter custado R$ 5 milhões em transferência financiada pelo Doyen Sports. Mesmo com a saída de Montillo, ele demorou a conquistar a confiança do técnico Oswaldo de Oliveira – que, no Paulista, apostou em um time com dois volantes e quatro atacantes. Com o início do Brasileiro, o armador ganhou a vaga no meio e não saiu mais da equipe: esteve nos 16 jogos do Peixe no torneio, 13 como titular.

Primeiro meia-armador de ofício do Santos desde a saída de Ganso, Lucas Lima já admitiu, em entrevista ao GloboEsporte.com, ser fã e se espelhar no camisa 10. A semelhança no estilo de jogo com o do tricolor fez com que o santista ganhasse, dos companheiros, o apelido de “maestro”. Neste domingo, será o primeiro encontro entre os meias.

Fonte:  Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*