Má colocação da Universidad Católica não ilude Ney Franco

A eliminação do Grêmio na Copa Sul-Americana não surpreendeu o técnico Ney Franco. O aguardado duelo brasileiro na semifinal da competição foi frustrado nesta quinta-feira, quando o time gaúcho caiu diante do Millonarios, da Colômbia, e confirmou o Universidad Católica, do Chile, como rival do Tricolor. O treinador são-paulino diz não escolher adversário, e deixa bem claro que a competição é tratada como prioridade máxima neste fim de temporada.

O primeiro duelo entre tricolores e chilenos será na próxima quinta-feira, dia 22, em Santiago. A partida de volta está marcada para o dia 28, no Morumbi. Ambas as datas, porém, ainda precisam de confirmação da Conmebol. A outra chave, com Millonarios e o argentino Tigre, interessa ao São Paulo para a final: se o primeiro passar, o Tricolor decidiria fora de casa; caso o Tigre se classifique, a grande final da Sul-Americana seria no Morumbi.

– Temos pegado forte no nosso trabalho, independentemente do adversário. Nesse momento da competição não dá para desejar adversário. Qualquer um que for definido, se o segundo jogo é em casa ou fora, não importa, temos que estar preparados. Teremos uma semifinal difícil, temos que nos apegar só a isso. Se passarmos, se a final for contra o Tigre, decide em casa. Se for Millonarios a final é fora. Temos que estar preparado para todas as variáveis – disse.

Nas quartas de final, o São Paulo já teve pela frente um clube chileno, que não mostrou muita resistência. Atual campeã, a Universidad de Chile perdeu os dois jogos contra o Tricolor: 2 a 0 no Chile e um massacre por 5 a 0 no Pacaembu. Na teoria, o próximo rival pode ser ainda mais tranquilo, já que o time é somente o nono colocado no Clausura do Campeonato Chileno – para comparação, a “La U” eliminada pelo São Paulo é vice-líder do torneio nacional.

– Isso não conta. Conta estar em uma semifinal. Estamos cheio de exemplos de equipes que disputam duas competições, estão mal em uma, mas são campeãs de outra. Esse ano mesmo teve isso no Brasileiro. São duas competições diferentes. No mata-mata, não pode ter erro. Vamos jogar por esse erro contra o Universidad Católica – declarou Ney Franco.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*