Luis Fabiano lamenta escassez de artilheiros no Brasil e espera por chance de Mano

Luis Fabiano surgiu na Ponte Preta em 1997, quando Ronaldo, Romário, Viola e outros centroavantes já faziam história no Brasil. Em entrevista ao site oficial da Fifa, o centroavante do São Paulo lamentou a falta dos artilheiros na atual safra do país e admitiu dúvidas sobre o seu retorno a seleção brasileira comandada por Mano Menezes.

“Acho que é coincidência [a escassez de centrovantes]. De repente, estão trabalhando de outra maneira nas categorias de base, pelo fato de o futebol estar mudando um pouco, com jogadores mais abertos. O jogador pode pensar mais, quando vai para um clube, na base, e, em vez de falar que é centroavante, fala que é ponta, ou atacante”, afirmou o Fabuloso, que mesmo desfalcando o São Paulo em 14 oportunidades em 2012, o camisa 9 é o artilheiro do time com 15 gols.

Mesmo fora de todas as convocações de Mano Menezes, ele lembrou que ainda sonha em disputar a Copa do Mundo no Brasil. “Estou no grupo do “vamos ver o que vai rolar”. Tenho muita vontade, sim, de voltar a jogar pela Seleção. Se isso acontecer, nessa volta poderia conquistar o espaço para ir para o mundial”.

A entrevista também abordou a atual situação do São Paulo, seu retorno ao clube e as lesões que o afastaram dos gramados. Um dos líderes da equipe, ele ainda falou de Casemiro e Lucas e não poupou elogios para as duas revelações do clube.

“São dois jovens com talento, com muita qualidade, que têm a responsabilidade de jogar num grande clube como o São Paulo, mas que, por outro lado, têm a projeção; estão na vitrine. Acho que vão evoluir e serão conhecidos na Europa. A tendência é que saiam para grandes times europeus. Eles têm condição”.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*