Lucas acha “complicado”, mas Ney segue confiante em vaga no G-4

O empate por 1 a 1 com o Coritiba, que está ameaçado de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, deixou o São Paulo mais distante da zona de classificação para a Copa Libertadores da América. O meia-atacante Lucas reconheceu que a situação é difícil, mas o seu treinador, Ney Franco, continuou otimista.

“Está complicado”, disse Lucas, repetindo que o empate “complica, complica” o São Paulo. Ainda assim, o futuro reforço do francês Paris Saint-Germain não perdeu as esperanças de colocar o clube do Morumbi no G-4 nacional. “Ainda temos muitos pontos em disputa no campeonato. A gente pode chegar.”

Por outro lado, Ney argumentou para animar os são-paulinos: “Ganhamos sete dos últimos novo pontos. Se nos mantivermos assim, vamos chegar. Na próxima rodada, jogamos em casa e o Vasco, fora”, comentou.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net

Ney Franco segue tranquilo em relação à possibilidade de o São Paulo se classificar para a Libertadores

Na quinta colocação, totalizando 43 pontos, o São Paulo disputará clássico com o Palmeiras no Morumbi, no sábado. O concorrente Vasco, quarto colocado com 47 pontos, visitará o lanterna Atlético-GO no Serra Dourada, no mesmo dia.

 

Outro caminho para o São Paulo chegar à Libertadores é a conquista da Copa Sul-americana. “Teoricamente, é mais fácil pela Sul-americana, que tem sistema de mata-mata. Mas é difícil enfrentar equipes estrangeiras”, ponderou Lucas. “O planejamento vem sendo correto, pois estamos vivos nas duas competições”, afirmou Ney Franco.

Nenhum dos dois, contudo, deixou de valorizar a igualdade com o Coritiba, na rodada passada do Campeonato Brasileiro. O São Paulo perdeu o zagueiro Rhodolfo, expulso, e só chegou ao 1 a 1 nos minutos finais da partida, com gol de Osvaldo.

“Diante das circunstâncias, após a viagem longa pela Sul-americana, sendo um jogo fora de casa e com uma má arbitragem, o ponto fora de casa foi válido”, julgou Ney Franco. “Jogamos tudo o que podíamos. Não faltou vontade. Talvez tenha faltado um pouco de agressividade e inteligência. Mas sempre é muito difícil jogar aqui, ainda mais na situação complicada em que o Coritiba está”, concordou Lucas.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*