Liberado, Ganso ainda precisa de cuidados médicos no São Paulo

Os olhos dos membros do departamento médico do São Paulo continuarão em cima de Paulo Henrique Ganso por um bom tempo. Titular nos treinos da pré-temporada, no CT de Cotia e liberado pelo corpo clínico para fazer qualquer trabalho, o maestro tricolor ainda necessita de cuidados para não ter novos problemas físicos.

Ganso não perdeu nenhuma atividade realizada durante o período de preparação para as competições de 2013. No entanto, continua passando pelo Reffis frequentemente para ser avaliado e participar do que os fisioterapeutas do clube chamam de manutenção.

– Ele está totalmente integrado ao trabalho, mas necessita de alguns extras, como o reforço muscular e a fisioterapia – explicou o preparador físico Alexandre Lopes.

A preocupação se dá pelo histórico de lesões de Paulo Henrique. Em maio do ano passado, o jogador operou o joelho direito quando ainda defendia o Santos. Pouco depois de retornar, para tentar atuar no mata-mata da Libertadores, teve um problema muscular na coxa esquerda que o tirou de ação por mais um período.

– É uma atenção a mais. É comum e foi feito com todos os jogadores que passaram por cirurgia, como o Cañete, Wellington e Fabrício – disse Lopes.

Até o momento, Ney Franco tem o aval do corpo clínico para utilizar Ganso nas atividades mais fortes. Os treinos, aliás, exibem um São Paulo bastante aguerrido para o início da temporada. Todas as atividades com bola têm sido repletas de lances mais bruscos em jogadas envolvendo titulares e reservas.

A intenção do treinador é exatamente essa. Ganso chegou ao Tricolor em setembro, mas, sem ritmo, acabou a temporada como um reserva de luxo. Agora, o treinador quer vê-lo em ação desde o início e não dará folga sequer para priorizar a disputa da fase prévia da Taça Libertadores, grande alvo do ano.

Ganso e a equipe considerada titular enfrentará o Mirassol, em 19 de janeiro, no Morumbi, pela estreia no Campeonato Paulista, e estará em campo novamente quatro dias depois, diante do Bolívar, também em casa, pelo torneio sul-americano.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*