Leco ignora escolha de Juvenal para presidência e diz: ‘Sou candidato’

A decisão de Juvenal Juvêncio de apontar Carlos Miguel Aidar como seu possível sucessor à presidência do São Paulo pode causar um racha na situação do clube. É que o vice-presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, garante que a escolha de Juvenal não alterou seus planos de concorrer à principal cadeira do clube nas eleições de abril do ano que vem.

Em entrevista ao LANCE!Net, Leco garantiu que vai dar continuidade à sua campanha mesmo sem o apoio de Juvenal. Um dos principais alidados do presidente são-paulino há mais de 20 anos, o vice-presidente esperava a indicação para realizar seu sonho de presidir o Tricolor.

– Continuo pretendendo ser candidato a presidente e entendo que tenho muita legitimidade para isso, pela minha história no clube, pelos meus serviços prestados durante anos. Com Juvenal ou sem Juvenal, sou candidato – declarou o dirigente, conselheiro vitalício do clube, portanto, com condições de concorrer à cadeira em abril.

Apesar da postura, Leco descartou qualquer possibilidade de se unir a Kalil Rocha Abdalla, candidato da oposição. Negou, inclusive, que vai passar a fazer sua própria oposição ao presidente Juvenal Juvêncio.

– Não preciso ser oposição, não sou. Mas vou continuar focado na minha campanha. Sou o candidato do Leco – ironizou o vice-presidente.

No clube, tanto aliados de Juvenal como membros da oposição citam o desconforto gerado pela escolha do presidente por Aidar, preterindo Leco, que lhe garantiu lealdade nos últimos anos.

Nesta terça-feira, como prova da predileção por Aidar no cenário político, o ex-presidente do São Paulo entre 1984 e 1988 compareceu ao CT da Barra Funda na apresentação do técnico Muricy Ramalho e deu continuidade à sua campanha política.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.