Leão diz que diretor do São Paulo “não entende de futebol”

Já virou uma guerra declarada a relação entre o técnico Emerson Leão e o São Paulo. Desta vez, a troca de farpas aconteceu entre o ex-goleiro e o atual diretor de futebol são-paulino, Adalberto Baptista.

Em entrevista à Rádio Jovem Pan nesta terça-feira, Leão relatou vários casos que teria vivido enquanto tinha Adalberto como seu superior. Segundo ele, esses exemplos demonstram como o atual diretor “não entende nada de futebol”.

A declaração acontece após Adalberto ter dito que não aprovaria o empréstimo de Marcelo Cañete para a Portuguesa caso Leão fosse contratado para treinar o time do Canindé.

“Quando cheguei, o São Paulo tinha comprado o Cañete, que estava machucado. Eles gastaram um bom dinheiro e falaram maravilhas, mas, infelizmente, ele estava machucado e nem pôde treinar comigo. Quando melhorou, depois de muito tempo, ele foi escalado para entrar no segundo tempo contra o Vasco e sofreu a lesão de ligamento e ficou mais um de um ano parado. Então o Adalberto contou uma mentira, e homem não contaria mentira. Eu, como treinador da Portuguesa, treinaria o Cañete com muit orgulho, porque acho que ele tem bola para jogar lá, porque se movimenta muito bem. Mas se eu fosse presidente da Portuguesa jamais levaria Adalberto como diretor, porque acho que diretor de futebol tem de entender de futebol”, disse Leão.

Depois, foi a vez de Leão começar a contar exemplos de sua convivência com o diretor de futebol. Segundo o treinador, Adalberto não gostava de Denis e o procurou para que novos goleiros fossem contratados para substituir Rogério Ceni, que está próximo de se aposentar.

“Indiquei dois goleiros jovens para quando o Rogério parasse. O Adalberto virou para mim e disse: “não gosto dele, ele não joga bem”. Eu disse a ele que eu não tinha perguntado se ele gostava, porque era eu que tinha de gostar. E aí indiquei dois meninos do Atlético-MG, um deles o Renan Ribeiro, que eles contrataram agora e vai se incorporar. Essa é a primeira coisa para ver que ele não entende nada de futebol”, começou.

Em seguida, o ex-treinador afirmou que Adalberto desconhecia a história do zagueiro Alex, que foi treinado por Leão enquanto ele esteve à frente do Santos, na geração que ficou marcada por Diego e Robinho.

“Um dia, o Adalberto chegou e perguntou para mim se eu conhecia o Alex. Eu disse que lógico que conhecia, que era um meia fabuloso, um pouco velho para nós, mas fabuloso. Porque, na época, eles estavam atrás de um meia. Aí ele disse que queria saber se eu conhecia um “beque central, grandão, moreno”. Eu perguntei se ele estava brincando comigo e disse se, por acaso, ele lembrava que eu treinei esse cara no Santos, que foi subiu comigo, foi campeão e vendido para o exterior. Ele disse que “não sabia” e eu disse “está bom, obrigado, não vou falar mais nada”.

Por fim, Leão afirmou que Adalberto, certo dia, disse que “o ensinaria a assistir vídeo e analisar um jogador” e pediu “Adalberto, não minta, é feio mentir”. Ainda sobre outra polêmica, Leão disse que, apoiou, sim, a chegada de Osvaldo e que sempre cobrou a direção para essa contratação e falou que só teve receio em relação à chegada de Jadson porque ele esteve muito tempo fora e sem saber a realidade do futebol brasileiro.

O outro lado também responde

Em contato com o UOL Esporte, o diretor de futebol do São Paulo, Adalberto Baptista, falou pouco, mas foi contundente ao manter sua postura crítica contra Emerson Leão.

“A derrota dele no processo contra o São Paulo, o bicampeonato dele como pior técnico eleito pelos jogadores, a ligação com empresários e a convocação do Leomar. Sobre tudo isso ele falou?  Ele nem escalava o Osvaldo, nem no banco, é só ver as estatísticas. Não tenho mais nada a declarar sobre esse cidadão”, afirmou.

Um comentário em “Leão diz que diretor do São Paulo “não entende de futebol”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*