Kleber admite ter tocado com braço na bola, mas alega proteção do rosto

Kleber esteve envolvido em um lance polêmico na vitória do Grêmio por 1 a 0 sobre o São Paulo, neste domingo. Uma cobrança de falta de Reinaldo bateu no braço do camisa 30, que estava na barreira. Após a partida, o goleiro Rogério Ceni reclamou muito. O Gladiador, por sua vez, admitiu que a bola bateu em seu braço, mas alegou que defendeu o rosto.

“A bola bateu no meu braço. Mas estava na frente do rosto. Eu já quebrei o nariz desta forma quando atuava na Ucrânia. Se eu não ponho o braço na frente, poderia quebrar novamente. Bateu sim, mas não foi pênalti, não aumentou a área, não estava para cima”, disse o atacante gremista.

Rogério Ceni queria, além do pênalti, cartão vermelho para o atacante do Grêmio. No lance seguinte, o time gaúcho chegou ao gol do jogo. Cruzamento de Alex Telles e conclusão de Vargas, de cabeça.

“Todo mundo viu que pegou no braço dele. É segundo amarelo, expulsão e pênalti. Contra nós sempre é assim. A bola pegou claramente no braço, ele ergueu acima do nível, a bola não mata ninguém e ele poderia tirar de cabeça. É pênalti claro, mudou o rumo do jogo, no minuto seguinte eles fizeram o gol”, disse Ceni.

Héber Roberto Lopes foi o árbitro da partida. O Grêmio, com mais três pontos, chegou aos 42 na classificação e ocupa a segunda posição. O time gaúcho voltou a vencer após quatro jogos de jejum.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.