Kelvin deixa Palmeiras no passado e pensa em fim de tabu contra Corinthians

Apresentado oficialmente pelo São Paulo nessa quinta-feira, o atacante Kelvin chegou ao time ciente das responsabilidades que terá de enfrentar já nesse domingo, quando será relacionado para o clássico contra o Corinthians, na Arena de Itaquera. O atleta vestiu a camisa 30 do Tricolor e prometeu empenho para ajudar a equipe a encerrar a sequência de resultados negativos contra os rivais paulistas. Diante do Corinthians a missão será ainda mais importante, uma vez que o clube foi goleado por 6 a 1 no último duelo com os alvinegros e amarga três derrotas em jogos disputados na Zona Leste de São Paulo.

“O Corinthians é muito forte dentro de casa, mas não é imbatível. Temos força. Os clássicos são decididos nos detalhes e vamos entrar 100% para vencer”, afirmou o jogador de 22 anos. “Um clássico entre São Paulo e Corinthians é de nível mundial. Sei como eles são fortes dentro de casa, mas todos que acompanham o São Paulo sabem que nós também estamos chegando muito fortes. Esse jogo será muito bom para mim se eu tiver a oportunidade de entrar”.

A favor de Kelvin pesa o histórico favorável que ele obteve em Itaquera durante o ano em que defendeu o Palmeiras. O jogador, que teve passagem apagada pelo rival em 2015, estreou com o uniforme alviverde num empate por 2 a 2 com o Corinthians, válido pelas semifinais do Paulistão. Nos pênaltis, o Palmeiras superou o Corinthians e avançou à final do Estadual. Já pelo Brasileirão, Kelvin participou da vitória por 2 a 0 contra os alvinegros, pelo 1º turno do torneio.

“Tenho boas recordações de lá”, afirmou o atacante. “Mas agora é diferente, pois são clubes diferentes. Eu creio que entraremos 100% para derrubar esse tabu”, acrescentou o jogado

“Posso fazer tudo de melhor no São Paulo. Quero sempre evoluir na vida. Eu dei o meu máximo no Palmeiras, dentro e fora de campo, e fui feliz. Não tive tantas oportunidades por questões técnicas do treinador”, disse o jogador, que atuou em 23 partidas pelo Palmeiras e anotou um gol. “Foi um ano em que aprendi muito. Sentia que era importante para a equipe e até fui campeão [da Copa do Brasil]. Mas agora faz parte do passado. O São Paulo está na frente e a minha cabeça está totalmente no clube”.

Como o São Paulo enfrentará o Corinthians com um time misto, Kelvin terá grandes chances de fazer a estreia já nesse final de semana. Mas, por não ter ritmo de jogo, o atacante deverá iniciar o clássico no banco de reservas. Na sexta-feira, Edgardo Bauza treinará a equipe taticamente e indicará quais serão os 11 titulares que ele pretende mandar a campo em Itaquera.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*