Jucilei e Felipe Melo fazem duelo de “cães de guarda” do Choque-Rei

As coincidências e semelhanças entre São Paulo e Palmeiras, que se enfrentam neste sábado, às 18h (de Brasília), no Estádio do Morumbi, vão muito além da briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Conhecidos por priorizarem a defesa ao ataque, os times comandados por Diego Aguirre e Luiz Felipe Scolari possuem os “cães de guarda” como ponto de equilíbrio de seus sistemas. E assim surge o confronto particular entre Jucilei e Felipe Melo.

Um veste a camisa oito. O outro, a de número 30. Ambos, porém, retornaram ao Brasil no início de 2017 com a responsabilidade de fazer a função do simbólico número cinco, que inicia as jogadas ofensivas e, ao mesmo tempo, dá o combate como principal jogador de marcação no meio-campo. E essas coisas são as referências da dupla de experientes que lideram dentro de campo dois postulantes ao título nacional.

Considerados os “cães de guarda” do Choque-Rei, Jucilei e Felipe Melo chegam como pontos de liderança do elenco, mas exercidas de forma diferente. Enquanto o são-paulino adota como característica o tom sereno e comedido, tanto fora quanto dentro de campo, o volante palmeirense é conhecido pelas atitudes mais sanguíneas nas quatro linhas e longe delas também, como em entrevistas e nas redes sociais, por exemplo.

Estatisticamente, a dupla de referências do elenco tricolor e alviverde também faz valer sua função primordial: manter os adversários longe de suas respectivas metas. E com números muito semelhantes. Com 20 jogos no Brasileiro, um a mais que o palmeirense, o volante do São Paulo possui 49 desarmes contra 43 do rival. Já no quesito lançamentos, são 42 a 39 para o jogador comandado por Diego Aguirre.

Neste sábado, Jucilei e Felipe Melo tem uma missão em comum: ajudarem seus respectivos times a saírem do gramado do Morumbi com os três pontos e mais vivos do que nunca na briga pelo título. No caso do tricolor, um triunfo dentro de seus domínios, com a casa lotada, pode recolocar o time comandado por Aguirre á frente do rival e, possivelmente, até na liderança. Já para o Palmeiras, o Choque-Rei vale a manutenção do primeiro lugar e a permanência da boa fase pelos lados do Allianz Parque.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*