Indignado com arbitragem, Leco se diz admirado pela equipe Tricolor

Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, presidente do São Paulo, concedeu uma entrevista coletiva após a eliminação do clube na Copa Libertadores com uma serenidade espantava e só não era maior que sua indignação com o árbitro chileno Patricio Polic depois da derrota por 2 a 1 para o Atlético Nacional, em Medellín, na Colômbia. O mandatário, além das duras críticas ao juiz, fez questão de ressaltar o quanto ficou orgulhoso dos jogadores que tentaram colocar o Tricolor em mais uma final, mas acabaram sucumbindo em um confronto recheado de polêmicas.

“Um quadro vergonhoso. Uma arbitragem tendenciosa, toda ela voltada para não permitir que o São Paulo conseguisse um bom resultado. Hoje certamente nós não conseguiríamos a classificação em nenhuma hipótese. E eu quero ressaltar que a despeito do grande orgulho, da admiração que eu tenho por toda a equipe do São Paulo, pela forma digna e honrada que se houve na partida”, disse Leco, colocando a não marcação do pênalti em Hudson no primeiro tempo como ponto máximo do jogo.

“Nós jogamos contra um adversário de muita qualidade. Um adversário que teve uma conduta importante durante todo o jogo. Não deu um pontapé e não precisou, porque é uma equipe que sabe jogar futebol, mas só no momento que o jogo se desequilibrou em São Paulo e aqui é que lograram o resultado. E eu poucas vezes na vida vi um pênalti tão escandaloso, tão pênalti quanto aquele que nós sofremos no primeiro tempo. E virar com 2 a 1 é diferente”, reforçou.

O presidente são-paulino então fez questão de lembrar outra demonstração de força do atual elenco ainda nesta Libertadores e não poupou elogios aos jogadores, que mesmo desacreditados por boa parte da crítica e com muitos problemas internos, inclusive de desfalques, lutou pela vaga à final da competição continental.

“Esse time teve honra, teve grandeza, como teve no Independência, quando jogamos contra o Atlético-MG, quando fizemos o resultado aos 14 minutos do primeiro tempo e mantivemos até o final. Então, é um time de muita qualidade, é um time que tem o meu respeito e a minha admiração”, enalteceu, antes de voltar a criticar a arbitragem.

“E é muito triste que o trabalho sério de reconstrução que o São Paulo fez esse ano tenha sido atacado e afetado e atingido assim por uma arbitragem tão tendenciosa. E que repete, não de uma forma tão escandaloso, outros momentos que eu já me manifestei a respeito ao longo de toda a competição. É revoltante e triste nós passarmos por essa vergonha que nós vimos aqui”, concluiu Leco.

Perseguição e CBF
Ainda falando após o jogo desta quarta-feira, Leco foi questionado sobre uma reflexão mais ampla do que a derrota desta quarta-feira. E o presidente do São Paulo concordou com a ideia de que os clubes brasileiros, de uma forma geral, têm sofrido com a arbitragem seguidamente e estranhamente na Copa Libertadores da América.

“Isso é histórico. Isso nós temos visto. Eu posso falar pelo São Paulo, posso citar, se precisar, todos os momentos. Não vou fazê-lo agora, mas sei que o São Paulo foi sim, ao longo de toda a competição, prejudicado, como diversos prejudicados foram outros brasileiros. Talvez não queiram que o futebol brasileiro se afirme no cenário do continente”, opinou.

O dirigente só se sentiu incomodado quando teve de responder sobre a ausência de um representante da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para dar suporte aos seus afiliados em competições internacionais.

“Espero contar (com a CBF). Evidentemente que espero contar. A CBF é a entidade máxima do nosso futebol e ela está vendo o que passou aqui”, disse, evitando entrar em conflito com o presidente Marco Polo del Nero, que nunca mais saiu do país desde que passou a ser investigado pelo FBI.

“Certamente que (os clubes) estão por sua própria conta. Claro que seria importante, teria força, mas é um detalhe, um momento que nós estamos vivendo, infelizmente, sobre qual eu não quero fazer qualquer comentário”, encerrou.

5 comentários em “Indignado com arbitragem, Leco se diz admirado pela equipe Tricolor

  1. O juvenal levou o São Paulo a entrar em conflito com a CBF e todos sabemos que isto não foi nem um pouco benéfico ao clube, pouco importa se o Leco acredita mesmo no que diz ou se diz somente por aparência, fico com a opinião dele. chega de comprar brigas que não podemos vencer sozinhos… os clubes precisam se unir em prol da honestidade no futebol, mas isto vai demorar um pouco ainda, porque dentro deles mesmos reina a safadeza.
    no são paulo inclusive, porque se concordo com a postura dele quando questionado sobre a CBF, discordo totalmente quando diz com todas as letras que vai deixar toda a sujeira do Sr. Aidar e Ataíde e tantos outros casos de roubo claro irem para baixo do tapete.

  2. Campanha do SPFC nessa libertadores:

    12 jogos

    5 derrotas
    4 vitórias – nenhuma fora de casa
    3 Empates

    Campanha vergonhosa, concordo que esse pilantra chileno nos roubou ontem, mas não apaga uma campanha tão fraca, tão mediocre para um clube grande.
    Aliás, o aproveitamento do Bauza é Mediocre, não chega a 50% dos pontos disputados, vamos sofrer muito no Brasileirão.

    Outra coisa sr. Leco, o SPFC é muito fraquinho nos bastidores, ninguém viu que esse pilantra desse árbitro já tem histórico de picaretagem e já foi afastado oito meses por conta disso?

    Deveria vetar esse safado e vetar qualquer um que nos roube.

  3. E o fato do time ter finalizado apenas duas vezes contra a meta adversária, quando precisaria de, no mínimo, dois gols marcados?
    E o fato do time não ter ganhado nenhuma partida fora de casa na Libertadores?
    E o fato do time não conseguir ganhar 50% dos pontos disputados: tudo isso é “mérito” de quem???

  4. Eu não me lembro mais quando foi a última partida em que o SPFC terminou um jogo com 11 em campo! É preciso multar quem for expulso e tomar medidas mais radicais, como retirar o time de campo quando for injustiçado pelos árbitros, assim eles passarão a nos respeitar e a nos temer ainda mais. Já pensaram no impacto que isso causaria? Assim, os juízes deixariam de ser besta e de se imporem sobre nosso time!

  5. Tudo bem Leco vc é o presidente e tem que sempre dizer coisas positivas a favor do time que vc comanda, mas achar que esse elenco é de muita qualidade, aonde vc esta vendo isso, temos no maximo 3 ou 4 jogadores bons, digo isso os que vao ficar no sao paulo, o restante sao no maximo reservas e olha la, pq alguns nao servem nem para ser reservas, sao fraquissimos.
    E seu Leco acorde pra vida se nao reforçar de verdade esse time vc vai ver a qualidade que esse time tem logo.
    E o sao paulo tera serios problemas para manter esse time entre os 10 no brasileirao.
    Nao teremos Calleri grande responsavel em levar esse time ate onde foi, Ganso vai embora, Rodrigo Caio tb, esse inclusive volta a dizer ele nao é zagueiro é volante e por isso que sofremos na zaga, ele nao sabe jogar de zagueiro vcs verao ele jogando na Olimpiada nao sera zagueiro.
    Nao temos um goleiro a altura, um bom time começa por um bom goleiro vejam as pepas e as galinhas, o gremio, só temos um zagueiro o Maicon, o Lyanco pode ser o seu parceiro mas nao temos reserva, bons volantes temos o Thiago Mendes mas ultimamente nao tem jogado, meias nao temos, Michel Bastos é muito cheio de falar mas jogar que é bom nada, e atacante entao, tirando o Kelvin e Cueva, nao temos mais ninguem, Centurion, Kardec sao inuteis, Luiz Araujo me parece um bom atacante mas tem que dar mais chances a ele coisa que esse burro do Bauza tem dado muito pouco, entao leco acorda pra vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.