Hudson reconhece que estar só no Brasileiro sobra mais energia

Com a vitória sobre o Ceará e os empates de Internacional e Flamengo, o São Paulo abriu vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro ao fim da 21ª rodada: fica a três pontos dos gaúchos e a quatro dos cariocas. O volante Hudson participou do “Bem, Amigos” desta segunda-feira e falou sobre os fatores que fizeram o Tricolor melhorar nesta temporada e a vantagem de disputar apenas o Brasileirão.

– Um conjunto de fatores. Cito muito a gestão, Raí, Leco, Ricardo Rocha, Lugano são caras muito próximos da gente. A comissão técnica que junto com o Aguirre chegou e está fazendo grande trabalho. O São Paulo tem uma base muito forte, está fazendo com que os mais experientes se aproximem dos mais jovens. Os resultados estão acontecendo. Faltam muitas rodadas, mas o caminho está sendo bem percorrido.

– (Disputar só o Brasleiro) Sobra mais energia. Os jogos exigem muito fisicamente dos atletas e é muito difícil jogar em alto rendimento na quarta e no domingo. Pode nos ajudar, mas não é por ter menos jogos que o São Paulo será campeão. Temos que usar isso para nos prepararmos melhor para os jogos.

O jogador do São Paulo falou também sobre os avanços do futebol desde que começou a carreira profissional e, aos 30 anos, disse que pretende jogar em alto nível por pelo menos mais seis.

– (Imagino jogar) Até os 35, 36 anos em alto rendimento. (Mudou de quando comecei para cá) A preparação, a modernização do preparo. A gente faz mais treino funcional para ganhar resistência muscular, prevenir lesões, preparar para situações de jogo, e não mais só pegar não sei quantos quilos. A preparação evoluiu. Trabalho de fisiologia pós-jogo é uma coisa absurda.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*