Goleiro? Técnico? Confuso sobre Ceni, Maicon diz: “Não aceita corpo mole”

Jogador ou treinador? A imagem de Rogério Ceni como goleiro do São Paulo está tão viva na mente dos atletas que confundiu Maicon. Nesta sexta-feira, o zagueiro e capitão chamou o Mito de jogador por duas vezes e pediu desculpas, afinal, também precisa se habituar com a nova versão do ídolo.

– Infelizmente não tive a oportunidade de trabalhar com ele. Mas, como jogador, e agora nosso professor, esperamos que ele possa emplacar uma dinâmica positiva. Ele vem motivado e confiante. É sua primeira experiência, é um jogador… Treinador, desculpa! Tem de se habituar um pouco a falar treinador. Com essa motivação, ele pode acrescentar muita coisa.

Assim como Rodrigo Caio, Maicon concordou que o time precisa mudar de postura em relação ao comprometimento para 2017. O zagueiro chegou ao São Paulo depois da aposentadoria de Ceni, em dezembro de 2015, mas prevê o técnico rigoroso no dia a dia do CT da Barra Funda.

– Todos falam muito bem, é muito rigoroso. É um cara que não aceita corpo mole e isso vai nos ajudar muito na próxima temporada.

Veja a íntegra da entrevista de Maicon, quase toda sobre Rogério Ceni:

CENI PREPARADO?

– É o maior ídolo do São Paulo e do futebol brasileiro. Futebol é resultado. Precisamos ter paciência. É um treinador novo, mas tem muita experiência como jogador. Vi uma entrevista em que o (Juan Carlos) Osorio (ex-técnico colombiano do São Paulo) disse que ele sempre perguntava coisas. Ele estudou um ano. Tem pedido informações como treinador. E não é de um ano para cá que está estudando. Tem muito a acrescentar para o clube e para nós também.

RELACIONAMENTO DE CENI COM OS EX-COMPANHEIROS

– Será um desafio para ele e para nós. Mas todos têm admiração por ele, e isso pode ajudar.

SER CAPITÃO DE CENI

– Quero primeiro jogar com ele, independentemente de ser capitão. Quero ajudá-lo, e ao São Paulo. Não penso em ser capitão. Claro que gostaria, sim, e se tiver de dar continuidade, darei. Quero jogar e ser campeão com ele. Trabalho para jogar. É claro que quero ser capitão, mas não faz diferença.

POSTURA DO ELENCO COM CENI

– Se o cara não tiver compromisso, raiva da derrota, e não tentar se aprimorar, não tem êxito. Se ele passar esses fundamentos que teve como jogador para o elenco, teremos um ano de muito sucesso. Espero que ele consiga colocar o time no eixo, com postura. Há jogadores que precisam melhorar muito a sua postura. Não só jogadores, mas a equipe em geral. Não é um ou outro jogador que precisa mudar, o time todo precisa mudar sua postura. Com o estilo de jogador que ele foi, tenho certeza que nos fará crescer.

Rogério Ceni Técnico do São Paulo (Foto: Igor Amorim/saopaulofc.net)Rogério Ceni esteve no Morumbi na tarde da última quinta-feira (Foto: Igor Amorim/saopaulofc.net)

GESTÃO DO GRUPO COM O NOVO TÉCNICO

– É importante. Com a experiência de jogador, ele vai conseguir emplacar sua dinâmica. Todo o elenco do São Paulo está ansioso para começar logo os trabalhos com ele.

COBRANÇA SOBRE CENI

– Treinador tem cobrança, assim como os jogadores. Independentemente de ser o Rogério. Claro que é o primeiro trabalho dele, uma aposta, mas a diretoria analisou o perfil do técnico que estudou esse tempo para direcionar o time do São Paulo. Não só por sua história como jogador. Estamos vendo treinadores com anos de trajetória sem títulos, então por que não o Rogério? É uma aposta certa do clube. Tem o respeito da torcida, da diretoria e de nós. É um cara que chega motivado e pode implantar um sistema diferente de jogo. A motivação dele pode nos dar algo a mais para começar um 2017 bem positivo.

DENIS NO BANCO

– É um jogador de muita qualidade. Num momento difícil, algumas pessoas pegam no pé de certos jogadores. Denis é um dos culpados, como eu também sou, e todos os jogadores são. Não podemos alfinetar um só, todos têm responsabilidade e parcela de culpa pela situação do São Paulo. Não pode atacar só o Denis. Se o Pintado optou pelo Renan, analisou a melhor situação possível pra ter um time diferente. É um novo treinador e estamos lá para respeitá-lo.

MOTIVAÇÃO COM CENI

– É uma notícia muito boa, vai nos ajudar muito. A motivação, independentemente de novo treinador, com a camisa do São Paulo, precisa ser igual. Os jogadores têm chance de mostrar serviço para ele analisar como treinador. Serão partidas positivas para nós.

COBRANÇA SOBRE O ELENCO

– Estamos cientes de que a cobrança será ainda maior. Teremos pressão pelo ano ruim de 2016, então 2017 precisa ser diferente. Chegamos a uma semifinal de Libertadores e isso é muito pouco. Jogador do São Paulo não pode se contentar. Não chegamos a finais e não ganhamos nada. A pressão será maior em 2017 pela má fase de agora.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*