Ganso reclama após vitória do São Paulo, mas avisa: ‘Estamos na briga’

A vitória por 2 a 1 do São Paulo sobre o Bahia, na tarde deste sábado, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro, poderia ter sido muito mais tranquila segundo Paulo Henrique Ganso. Autor do segundo gol, o meia disse que o time poderia ter aproveitado as chances que teve.

– Acho que o sufoco no final foi pelo cansaço, pela nossa viagem. Foi por isso que a gente tomou um sufoco maior. Mas a gente teve chance de matar e não matou. Eu tive a chance de fazer ali – disse.

Na comemoração de seu gol, o camisa 10 tricolor desabafou e vibrou muito. As garrafas de água atrás do gol de Lomba sofreram com a celebração de Ganso.

– A gente teve a chance de servir o companheiro melhor posicionado, mas não fez isso. Foi um desabafo por isso. A gente perderia dois pontos para um time que não está brigando lá em cima. E no gol eu não precisei nem de força, só tirei – explicou.

É compreensível a vibração do meia. Com a vitória, o São Paulo alcançou a vice-liderança do Brasileirão e vê a luta pelo título ainda perto. O primeiro lugar, aliás, é o objetivo maior do Tricolor Paulista:

– Estamos brigando pelo título e vamos brigar até a última rodada.

O São Paulo não sofreu apenas com o cansaço na partida deste sábado. Sofreu também com as chances perdidas. Na primeira etapa, Kaká e Ganso pecaram nas finalizações. Na segunda, Luis Fabiano perdeu gol na cara do goleiro adversário, após boa jogada de Alvaro Pereira. O time de Muricy Ramalho deve se atentar a esses detalhes caso queira realmente alcançar o líder Cruzeiro.

Ao menos, Paulo Henrique Ganso está fazendo sua parte:

– Eu tento servir meus companheiros. Seja Luis Fabiano, Kardec, Alexandre Pato. Estou tentando ajudar o São Paulo a ser campeão.

Fonte: Lance

Um comentário em “Ganso reclama após vitória do São Paulo, mas avisa: ‘Estamos na briga’

  1. Foi bem: mostrou os erros por individualismo!
    O cara quer ser titular e fica muito egoísta: prefere arriscar perder o gol do que servir o companheiro em melhores condições. A correção disso deveria ser objetivo do treinador que, a meu ver, parece nem notar o que está acontecendo. . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*