Ganso mira retorno à seleção e diz que SP teve problemas com Ney

O meia Paulo Henrique Ganso foi entrevistado neste domingo no Esporte Espetacular, da Rede Globo. Dois assuntos principais permearam a conversa: um possível retorno à seleção brasileira e seus altos e baixos no São Paulo.

Sobre seleção, o camisa 8 tricolor concordou com comparação feita pelo repórter Marco Aurélio Souza de que voltar ao time nacional é como “reconquistar a ex-namorada”.

“É aquele cara que perdeu a namorada, que está tentando reconquistar, mas que não é fácil reconquistar”, sorriu Ganso.

O jogador teve chances durante boa parte da era Mano Menezes na seleção, mas foi deixado de lado no período final do treinador. Com Felipão, Ganso não esteve em nenhuma convocação.

Desde que foi contratado pelo São Paulo, Ganso pela primeira vez dá sinais de consistência, conseguindo emplacar boas partidas recentes pelo time. No empate contra o Universidad Católica, o camisa 8 deu assistência para Luiz Fabiano e teve boa movimentação.

Ganso entende que ainda não repetiu performances da época de Santos, em que tinha Neymar como companheiro.

Segundo o jogador, o ex-técnico do clube, Ney Franco, se envolveu em atritos dentro do elenco, que teriam afetado a produção do time no começo do Brasileirão.

“O Ney Franco teve alguns problemas extracampo com alguns jogadores. Isso acabou tirando ele do São Paulo. Tinha problemas que não eram só no campo, e isso reflete em campo. O time perde e acaba trocando o treinador”, disse Ganso, que enalteceu Muricy Ramalho.

“Com o Muricy eu fiquei muito mais à vontade dentro de campo, e ele me orienta muito mais também, na marcação, no ataque”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.