Ganso desconhece interesse do São Paulo: “Cabeça está no Santos”

De volta ao Santos, após participar da campanha da Seleção Brasileira, medalhista de prata nas Olimpíadas de Londres, o meia Paulo Henrique Ganso foi um dos destaques da vitória do Peixe sobre o Figueirense, por 3 a 1, na noite desta quinta-feira, no Orlando Scarpelli. Mas o camisa 10 santista, autor do gol que fechou o triunfo sobre os catarinenses, viu o seu nome ligado a uma possível transferência para o São Paulo nesta quinta.

Ganso disse não saber do interesse do Tricolor Paulista em sua contratação. “Nem estou sabendo de nada, fiquei sabendo agora (na saída do gramado do Figueira)”, afirmou o meia, reiterando o seu desejo de seguir na Vila Belmiro. “Estou com a cabeça no Santos, para ajudar o clube no Campeonato Brasileiro. Quero ajudar o time a subir na tabela”, destacou.

O presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro revelou uma sondagem dos são paulinos, sobre uma eventual negociação para levar Paulo Henrique Ganso ao Morumbi. O mandatário alvinegro negou o interesse de manter conversar com os tricolores a respeito dessa situação, mesmo sabendo que o rival tem dinheiro suficiente em caixa para fechar a transação – recentemente o meia-atacante Lucas foi vendido para o Paris Saint-Germain (França), por R$ 108 milhões.

Sem demonstrar vontade de trocar o Santos pelo São Paulo, Paulo Henrique Ganso, cuja multa nacional é de R$ 53 milhões, ainda rebateu as dúvidas lançadas sobre o seu estado físico, após os Jogos Olímpicos. Com uma lesão muscular, o maestro do Santos quase foi cortado da Seleção, durante o torneio.

“Falaram muitas coisas nas Olimpíadas, mas eu sabia que quando retornasse ia apresentar um bom futebol para ajudar o Santos. Estou ótimo, tanto que aos 40 do segundo tempo (na verdade, o gol saiu aos 39) estava na área para fazer o gol”, comentou.

Ignorando especulações sobre o seu destino, Ganso agora tem um novo objetivo: atuar bem diante do Corinthians, no clássico marcado para domingo, na Vila Belmiro. “Quero ajudar no clássico. Precisamos somar pontos. Jogando em casa, nós temos a obrigação de vencer”, encerrou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*