Família Bortoluzo e a emoção para o duelo com a Ponte

O duelo entre São Paulo e Ponte Preta neste final de semana, no Morumbi, tem todos os ingredientes para ser especial para a família Bortoluzo. Relacionado pelo técnico Ricardo Gomes para a partida deste sábado (22), às 17h (de Brasília), o atacante Pedro Bortoluzo terá a oportunidade de enfrentar pela primeira vez o clube onde seu pai, Mário César, viveu o auge da carreira. O ex-meia, revelado nas categorias de base do Guarani, defendeu as cores do time alvinegro e conhece bem o adversário do Tricolor.

“É sempre especial ter a oportunidade de jogar pelo São Paulo, mas esta partida será marcante caso tenha a chance de atuar. Meu pai jogou na Ponte Preta, e esta poderá ser minha primeira oportunidade de enfrentar um clube que ele atuou. Quando eu era criança, ouvia muitas histórias dele e isso me deu mais vontade de seguir o meu sonho”, afirma o centroavante revelado no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia. O futebol está no sangue do camisa 35, que deu os primeiros chutes ainda na infância.

“Meu pai me levava para jogar bola e ver os jogos no estádio. O amor pelo futebol nasceu aí, nessa época, e então decidi correr atrás do meu sonho de ser jogador também. Depois de muita luta, hoje estou no profissional. Se tiver a chance de jogar, farei de tudo para não desperdiçar esta chance, porque será uma tarde inesquecível para a minha família, principalmente para o meu pai”, acrescenta.

Após deixar boa impressão na heroica virada sobre o Fluminense, por 2 a 1, no Rio de Janeiro, Pedro Bortoluzo vive a expectativa de ser utilizado novamente pelo técnico Ricardo Gomes. Por isso, o atacante está focado no confronto com os pontepretanos. ‘Fiquei feliz de poder ajudar os meus companheiros, e tentei mostrar o meu estilo de jogo. Aos poucos estou mais confiante no profissional, e espero contribuir ainda mais”, completa o jogador, que reforçará a torcida no Morumbi com os seus familiares.

“Como nos jogos anteriores, estarei no Morumbi para apoiar o São Paulo. Vou torcer para o meu filho, porque ele está acima de tudo. O que passou na minha vida profissional, passou. Torcerei para o São Paulo”, revela o patriarca dos Bortoluzo, que não esconde o seu orgulho com este início de trajetória de seu filho. “Sem dúvida, é gratificante. Jogar no São Paulo é uma honra para qualquer jogador, porque é um clube grande e exemplo para todos. Fico contente de ver o meu filho participando desta história. Representei a Ponte Preta, desde menino, mas torcerei pelo meu filho agora”, afirma Mário César.

O centroavante chegou ao Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, em 2011, com 15 anos de idade. “Fiz testes e avaliações. Fui aprovado e iniciei a minha trajetória no clube. Passei por várias categorias e evoluí bastante neste período”, avalia o atacante, que fez parte de uma das gerações mais vitoriosas do CFA.

No currículo, o jogador traz as conquistas da Copa Libertadores Sub-20 (2016), da Copa RS Sub-20 (2015), da Copa do Brasil Sub-20 (2015) e da Copa do Brasil Sub-17 (2013). Promovido ao elenco profissional este ano, o atleta foi elogiado pelo pai. “Ele está indo bem, mantendo o foco no trabalho. O Pedro jogou para a equipe nas oportunidades que teve, e isso tem sido reconhecido. Naturalmente, com o tempo, ele conquistará o seu espaço”, finalizou o ex-jogador da Ponte Preta.

 

Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*