Fabrício diz que jovens apoiam manifesto, mas foram preservados

O movimento dos atletas para melhorias no calendário do futebol brasileiro foi assinado por 75 jogadores. Mas o apoio na classe é muito maior. O volante Fabrício, do São Paulo, conta que os mais jovens foram preservados.

– Nós vamos discutir na segunda-feira e nomear uma comissão para nos representar e aí sim tentar mudar. Temos o apoio dos mais jovens também, mas a gente acha melhor nós, mais experientes, tomarmos a frente disso. Tem muita gente a favor que acabou nem aparecendo o nome. Essa é uma mudança que irá ajudar muito o futebol daqui para frente. Nem muito para nós que já temos mais de 30 anos, mas principalmente para os mais jovens – declarou o jogador do Tricolor, que tem 31 anos.

Dono de personalidade e opiniões fortes, Fabrício é muito próximo de Rogério Ceni e recebeu do capitão são-paulino o convite para participar do movimento. No clube do Morumbi, Luis Fabiano e Jadson são os outros dois atletas que assinaram o documento com pedido de reunião com a CBF para uma reunião com os jogadores.

– O torcedor pode ficar tranquilo que não vão faltar jogos, mas vai melhorar muito a qualidade dos jogos, dos jogadores. A gente vem se comunicando faz um tempinho já. Estamos muito preocupados com o rumo do futebol brasileiro. Principalmente com o espetáculo a ser apresentado, a saúde dos atletas e os jogos em menos de 48 horas – completou Fabrício.

A diretoria do São Paulo não foi consultada pelos jogadores antes da divulgação do documento. O clube pede há anos uma reforma no calendário para, entre outros motivos, ter condições de realizar excurssões pelo exterior.

Nesta temporada, o Tricolor só conseguiu viajar pela Europa porque havia um compromisso oficial no Japão, que era a disputa da Copa Suruga. Mesmo assim, o time teve de jogar diversas partidas em pouco tempo para compensar o período ausente do Brasil.

Fonte: Lance

Um comentário em “Fabrício diz que jovens apoiam manifesto, mas foram preservados

  1. Os estaduais da forma que sao disputados deveriam acabar.
    Ou pelo menos serem disputados sem os clubes que participam das
    series A e B. Simples, nao. NAO, as federacoes e a TV
    nao abrem mao disso e os clubes comem na mao deles.
    Entao, que facam os regionais com menos datas, e mais atraente.
    Coloquem seus burocratas para pensarem, hexistem n… formulas,
    a serem consideradas.
    Publico nao deve ser enganado com espetaculos ruins,
    e jogadores nao devem ter o comprometimente atletico ignorado,
    e os clubes de ponta principalmente, nao devem ser penalizados
    quando fazem uma grande campanha, pelo excesso de jogos do
    calendario a cumprir.
    e que arrebenta qualquer um.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.